sexta-feira, 31 de julho de 2009

Lixo inglês volta na terça

Lixo ilegal volta para a Inglaterra até terça-feira . Saiba mais em > http://oglobo.globo.com/mundo/mat/2009/07/31/lixo-ilegal-volta-para-inglaterra-ate-terca-feira-757058056.asp

Ecologizar o Futuro

Ecologizar, verbo que ainda não existe em dicionários, expressa a ação de introduzir a dimensão ecológica nos vários campos da vida e da sociedade.
Greening, verb that does not exist in dictionaries, expressed the action of introducing the environmental dimension in the various fields of life and society. Numa cultura ecologizada, cada cidadão internaliza valores e comportamentos ecologicamente responsáveis, reduzindo as necessidades de controles externos para se obter um ambiente saudável e equilibrado.

A green culture, individual values and behaviors internalises environmentally responsible, reducing the need for external controls to achieve a balanced and healthy environment.

Ao ecologizar a educação, tais valores são transmitidos em cada disciplina que compõe setorialmente o currículo escolar, sintonizando cada campo especializado do conhecimento com a visão holística e ecológica.

The greening of education, such values are transmitted in each discipline that the school curriculum consists sector, each tuned specialized field of knowledge with holistic and ecological vision.

Município com maior exportação de soja no Brasil é o mais pobre e miserável também

Município do Tocantins lidera ranking de soja e de pobreza
Aditivado por projeto controverso que enriquece fazendeiros e transnacionais, Campos Lindos (TO) é líder estadual de produção de soja. Localidade tem a maior proporção de pobres de todo o país, segundo pesquisa do IBGE

Por Maurício Hashizume*
A propaganda do agronegócio associa a expansão acelerada da soja à prosperidade. Os problemas são os fatos, que não escondem os problemas socioambientais vinculados à atividade. Uma dessas chagas atende pelo nome de Projeto Agrícola Campos Lindos, no Nordeste do Tocantins, a 491 km da capital Palmas (TO).
O empreendimento, que este ano completou uma década e exporta milhares de toneladas do grão todos os anos, é resultado de dois contestados processos de "titulação" pública, não teve licença ambiental para se instalar, foi palco de trabalho escravo e desalojou famílias tradicionais que hoje padecem com índices vergonhosos de pobreza.

Negado mandado de segurança da JB Carbon

TRF negou o mandado de segurança da JB Carbon e vetou o projeto Energia Verde

A 5ª Turma do Tribunal Regional Federal - TRF - da 1ª Região manteve a suspensão da licença ambiental para o projeto de manejo florestal sustentável Energia Verde, da empresa JB Carbon, na Serra Vermelha, região sul do Estado. A decisão foi dada em recurso contra a decisão do juiz da 2ª Vara Federal do Distrito Federal, que considerou legal a suspensão da licença por parte do diretor de florestas do Ibama em Brasília. A informação foi divulgada na quarta-feira (29/07) em nota da assessoria da Justiça Federal.
A relatora do processo, desembargadora federal Selene Maria de Almeida, ressaltou em seu voto que Serra Vermelha é a última floresta do semi-árido nordestino brasileiro, devendo, portanto, ser conservada e preservada a biodiversidade da região. Ela considerou acertada a decisão do Ibama em Brasília, que suspendeu a licença emitida pelo Ibama/PI por razões de inconsistências, já que este órgão concedeu a mesma sem requerer os estudos técnico/científicos complementares necessários.

Para a magistrada, não há lugar para intervenções tardias, sob pena de se permitir que a degradação ambiental chegue a um dano irreversível. "Diante do risco ou da probabilidade de dano à natureza, e não apenas na hipótese de certeza, o dano deve ser prevenido", afirmou na decisão. Outro motivo lembrado pela desembargadora é o fato de a Serra Vermelha ficar a uma distância de 50 km do núcleo de desertificação no sul do Piauí, o que contribuiria para o processo de degradação ambiental já instalado.
O projeto da JB Carbon foi aprovado pelo Ibama do Piauí em janeiro de 2005, com modificações, havendo autorização para o desmatamento inicial de 39.225,00 hectares para o plantio de grãos. À época, foi considerado o maior plano de manejo florestal sustentável e renovável de biomassa do Brasil, com previsão de manejo anual de uma área média de 5.995,98 hectares, correspondendo a 221 toneladas de Carvão.

Campeão Mundial de Envenenamento

Campeão mundial de envenenamento
Foi-se o tempo em que uma bela salada era receita de preservação da saúde. O governo alertou, com base nos resultados de estudos da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) divulgados em março, que alguns alimentos comuns na mesa dos brasileiros, como pimentão, cenoura, morango e uva, apresentam altos índices de resíduos de agrotóxicos.

É o próprio governo quem também anuncia, ainda pela Anvisa, órgão do Ministério da Saúde, e pelo Ministério do Meio Ambiente (MMA), que estão em fase de finalização estudos que poderão levar à proibição de algumas substâncias químicas comuns nas lavouras do país.

NEDA AGHA-SOLTAN

Neda Agha-Soltan
The death of Neda Agha-Soltan became known around the world when the shooting of Neda Agha-Soltan, which occurred during the 2009 Iranian election protests, was captured on video by bystanders and broadcast over the internet. The video quickly became a rallying cry for the reformist opposition. Neda's name means "voice", "calling" or "Divine message" in Persian, and she has been referred to as the "voice of Iran"
Polícia expulsa manifestantes em ato em cemitério no Irã
Policiais usaram violência contra pessoas que faziam homenagem a mortos em protestos; líder da oposição esteve no local.
- Relatos dizem que a polícia iraniana usou de violência para dispersar centenas de pessoas que se reuniram nesta quinta-feira em um cemitério na capital Teerã para homenagear os mortos em protestos contra o resultado das eleições presidenciais do mês passado.
Testemunhas dizem que o líder da oposição, o candidato derrotado Hossein Mousavi, estava entre as pessoas que foram expulsas do local.
Alguns dos manifestantes jogaram pedras contra a polícia e houve algumas prisões.
As autoridades não deram permissão para a realização da cerimônia no cemitério. Atos em homenagem aos mortos são chamados de Arbayeen no Irã e geralmente ocorrem 40 dias após o falecimento.
Entre os dez mortos homenageados nesta quinta, está Neda Agha Soltan, uma jovem iraniana cuja morte foi filmada por uma câmera de um telefone celular.
O vídeo circulou por todo o mundo através da Internet e Neda tornou-se símbolo dos protestos iranianos.
Fonte: BBC Brasil

Mineradora canadense traz doença, morte, pobreza e destruição

Carta-manifesto

Mineradora canadense traz doença, morte, pobreza e destruição aos milhares de habitantes de Paracatu, Brasil
Localização do Município de Paracatu, 17° 13′ 19″ S 46° 52′ 30″ O
( Wikipédia )
Manifesto de Paracatu, julho de 2009
Carta-manifesto e apelo nacional e internacional


Mineradora canadense traz doença, morte, pobreza e destruição aos milhares de habitantes de Paracatu, Brasil. Crianças e jovens são os que mais adoecem e morrem, e as riquezas e os valores são destruídos.
Saiba mais >
http://www.ecodebate.com.br/2009/07/31/carta-manifesto-mineradora-canadense-traz-doenca-morte-pobreza-e-destruicao-aos-milhares-de-habitantes-de-paracatu-brasil/

Debate sobre a Reserva Legal

Debate sobre Reserva Legal não encerra problemas da agricultura familiar

artigo de Felipe Amaral

A luta entre ambientalistas e ruralistas no Congresso Nacional está tendo um desfecho administrativo. Numa manobra política e sabidamente oportuna, o Ministro do Meio Ambiente, Carlos Minc, utiliza-se de instrumentos normativos e resoluções do Conselho Nacional do Meio Ambiente (CONAMA), para fazer as alterações necessárias no texto do Código Florestal brasileiro.

quinta-feira, 30 de julho de 2009

Ajuste os Controles para o Coração do Sol


KIN DO DIA: Kin 8 - Estrela Galáctica Amarela
Plasma Radial do dia: Alfa
Harmonizo com o fim de embelezar
Modelando a arte
Selo o armazém da elegância
Com o tom galáctico da integridade
Eu sou guiado pelo poder do livre-arbítrio
'Posso tecer a arte dos meus pensamentos para explorar livremente.'

Grã-Bretanha: A Pátria das grandes caminhadas

A pátria das grandes caminhadas
Por Gustavo Faleiros

Nova Zelândia, África do Sul ou Peru? Quem planeja fazer uma trilha de longa distância – aquelas em que você passa dias caminhando pela mata - logo pensa em visitar parques nacionais nestes países.

Mas há uma outra opção que pode parecer surpreendente aos aventureiros mais experimentados: a Grã-Bretanha. É verdade. A pequena ilha européia, lembrada mais pelos agitos de Londres ou pelo uísque escocês, guarda uma imensidão de belas paisagens.

Com milhares de quilômetros de trilhas públicas, é possível conhecer a pé as regiões montanhosas do norte ou os pitorescos penhascos da costa do Atlântico, entre outras paragens.

A Grã-Bretanha (Inglaterra, Escócia e País de Gales), como nenhuma outra região no mundo, consolidou ao longo do século 20 uma rede de trilhas públicas que não estão confinadas a áreas protegidas, como parques nacionais e outras reservas ecológicas.

Veja slide show com experiência do repórter de O Eco em uma trilha na Escócia >

Informatizar e Ecologizar - por Maurício Andrés Ribeiro

Informatizar e ecologizar
Ecologizar significa uma revolução silenciosa semelhante à que ocorreu com a informatização da sociedade: começou lentamente; computadores do tamanho de uma sala usavam cartões perfurados; hoje os computadores pessoais estão presentes em milhões de casas e locais de trabalho; há chips nos veículos, nos telefones celulares, nos objetos produzidos industrialmente.
De forma cada vez mais rápida, todos e cada um dos campos da atividade humana se informatizaram: da indústria aos serviços, da agricultura à guerra, das atividades governamentais à vida pessoal.
De forma análoga, a ecologização da sociedade se iniciou lentamente e tomou grande impulso nos primeiros anos do século XXI. Se, por um lado, crescem a explosão demográfica e os níveis de desejos por conforto material, por outro lado se transforma a consciência humana, impulsionada pela explosão de conhecimentos científicos sobre a dinâmica do planeta, do clima, dos oceanos, das águas e sobre o impacto de nossa espécie nessas transformações.
Da mesma forma como a sociedade se informatizou no século XX, ela precisa no século XXI tudo ecologizar.

Hoje resolvi ser Feliz - Por Vilmar Berna

Descobri que a felicidade não se mede em quanto tenho de dinheiro no bolso.
"Dediquei aquela manhã ao amigo poeta e jornalista Rafael Pimenta, editor do Jornal Enseada. Soube ontem que ele foi assassinado com um tiro nas costas durante um assalto, no bairro São Francisco, em Niterói. Estava num dos momentos mais produtivos de sua vida, maduro, cheio de sonhos e projetos."
Leia o artigo completo no Portal do Meio Ambiente >

Cartilha Polêmica

Cartilha Polêmica - Força da MONSANTO tira de circulação cartilha sobre orgânicos no Brasil.

Click e leia na forma digital > http://docs.google.com/gview?a=v&pid=gmail&attid=0.3&thid=122c8022e0662a99&mt=application%2Fpdf&pli=1

quarta-feira, 29 de julho de 2009

Minc diz que licenças ambientais não saem no Grito

Minc diz que licenças ambientais não serão concedidas 'no grito'
Saiba mais em > http://oglobo.globo.com/pais/mat/2009/07/29/minc-diz-que-licencas-ambientais-nao-serao-concedidas-no-grito-757034866.asp

Futuro Profissional na ativa...

Estudante do 7ºsemestre do curso de Agronomia na Universidade Federal do Pampa UNIPAMPA, Jacqueline Jacques trabalha desde 2007 em pesquisas com Plantas Medicinais.
As plantas medicinais são utilizadas como medicamentos desde a antiguidade. Desta forma vem sendo desenvolvidas diversas pesquisas no sentindo de encontrar novos princípios ativos para medicamentos, porém a grande carência em pesquisa tem sido na forma de cultivo destas.

A Unipampa Itaqui vem desenvolvendo desde 2007 pesquisas neste sentido, bem como em pesquisas do uso terapêutico. Na granja municipal de Itaqui está sendo elaborado um matrizeiro com dezenas de espécies de plantas utilizadas como medicinais.Esta é uma maneira de saber como cada uma delas se comporta em relação ao seu desenvolvimento fenológico.

Educação Ambiental I

Tratado de Educação Ambiental para Sociedades Sustentáveis e Responsabilidade Global

PROCURA-SE OS DONOS

NÃO ABANDONE OS ANIMAIS. SEJA UM ANIMAL INTELIGENTE!

Cartilha do Consumidor saiu do ar por ação da Monsanto

Logo da Campanha de ativistas de Braga.PT A cartilha "O Olho do Consumidor" foi produzida pelo Ministério da Agricultura, com arte do Ziraldo, para divulgar a criação do Selo do SISORG (Sistema Brasileiro de Avaliação de Conformidade Orgânica) que pretende padronizar, identificar e valorizar produtos orgânicos, orientando o consumidor.
Infelizmente, a multinacional de sementes transgênicas Monsanto obteve uma liminar em mandado de segurança que impediu sua distribuição. O arquivo foi inclusive retirado do site do Ministério (o link está "vazio").
Em autêntica desobediência civil e resistência pacífica à medida de força, estamos distribuindo eletrônicamente a cartilha.
Se você concorda com esta idéia, continue a distribuição para seus amigos e conhecidos.

Procure a cartilha no site da AGAPAN: http://agapan.blogspot.com/ ou neste link: http://picasaweb.google.com/Agapan.Comunica/GuiaDeOrganicosComIlustracoesDeZiraldo#5360299988843206402

Artigo de Henrique Cezar Paz Wittler

ARTIGO ESPECIAL:CONSULTA POPULAR PARA DESTRUIR A ORLA DO GUAÍBA

A Orla do Rio Guaíba que já vem sendo agredida por ocupações indevidas, com construções de grande porte esta agora sofrendo uma nova agressão, porém de uma maneira sutil, por meio de uma Consulta Popular, cuja pergunta leva ao mesmo resultado e consuma uma nova agressão ambiental.
A contínua agressão que a Orla do Rio Guaíba já vem sofrendo desde os anos 90 é função de uma grande armação político-administrativa, pela qual trocaram o nome de Rio para Lago Guaíba com o intuito de ocuparem a Orla do Guaíba em áreas mais próximo da margem.

Ocorre que a troca de nome permite a aplicação da Lei 4771/65, artigo segundo na letra b, que trata de lago e define uma área de preservação mínima de 30 metros, burlando desta forma a aplicação da Lei no mesmo artigo, porém na letra a, que trata de cursos d água e rios, onde a faixa seria de 500m. Ora esta alteração que não teve respaldo em Lei, nem em resoluções afetou a partir de 1995 uma Lei de 1965, época da aprovação da 4771/65, quando o Guaíba era chamado de Rio inclusive nos livros e documentos oficiais.

Até nossos dias todos chamam o Guaíba de Rio, sendo em pesquisa recente considerado como tal por 80% dos entrevistados. Não contentes com as reclamações de entidades que se preocupam com esta ocupação da orla e que querem a orla para praças e áreas verdes, os Vereadores aprovaram a modificação na Lei 470/02, que previa construções comercias na área do Estaleiro Só, no Cristal, permitindo também construções residenciais (Lei 614/09). Com o clamor por parte de entidades ambientais e de Bairros, o Prefeito Fogaça encaminhou uma emenda a Lei 614/09 propondo um Plebiscito para validar a mesma.

Alterações feitas na Câmara, no entanto substituírem o Plebiscito por uma Consulta Popular, porém só com respeito ao artigo segundo que trata da parte residencial. Com esta manobra e desconsiderando que as entidades querem uma orla sem construções o Prefeito Fogaça e a Câmara dão andamento à referida consulta cuja pergunta – “Além da atividade comercial já autorizada pela Lei Complementar nº 470/02, de 02 de janeiro de 2002, deve também ser permitida edificações destinadas à atividade residencial na área da Orla do Guaíba onde se localiza o antigo Estaleiro Só?”, é totalmente sem sentido e não define nada com respeito aos prédios, que serão do mesmo porte seja qual for o item vencedor.

Em assembléia do Fórum de Entidades de Bairros, como não havia consenso quanto a participar ou não da consulta foi feita uma votação, onde os defensores da não participação foram vencidos por 13 votos a 9. O que mais nos chamou a atenção foi o fato da AGAPAN, uma entidade ambiental votar favorável á participar desta consulta. A tese dos que não queriam participar era de começar uma campanha e ações em juízo pela nulidade da consulta argumentando que ao participar da mesma estariam às entidades validando um evento totalmente sem sentido e fora do enfoque que é de preservar a Orla.

Este desrespeito a orla do Rio Guaíba com manobra contra a aplicação correta da Lei 4771/65, considerando o Guaíba como um curso d água abre um precedente muito sério na aplicação desta Lei ao longo das Lagoas do Patos e da Mirim, pois 30 metros de proteção porão em risco toda esta massa hídrica. Este desrespeito a Lei 4771/65, pela troca de nome do ente físico, porá em risco diversas áreas ainda preservadas, como o caso do Rio Uruguai, pois o fato de executarem barramentos no mesmo estará se formando lagos para os quais são 30 m de preservação contra os 500 metros até hoje respeitados.

Como lutar contra alterações no Código Ambiental do Estado, contra alterações na Lei do Código Florestal em discussão no Congresso Nacional ou mesmo questionar as mudanças na Lei ambiental de Santa Catarina se nós somos os primeiros a desrespeitar estas Leis.

Por todos os problemas que serão criados por este desrespeito a Lei do Código Florestal não é necessário criar mais um por meio de Consulta Popular a não ser que esta consulta só tenha um sentido: Culpar o povo pela destruição que os políticos querem fazer.

Henrique Cezar Paz Wittler

Engenheiro Civil
Professor
Perito Ambiental

Mensagem do Papa pelo meio ambiente

PAPA ABORDARÁ MEIO AMBIENTE EM MENSAGEM AO DIA MUNDIAL DA PAZ
CIDADE DO VATICANO (ANSA) O papa Bento XVI escolheu o tema "Se quiser cultivar a paz, preserve a criação" para criar sua mensagem ao 43º Dia Mundial da Paz, comemorado em 1 de janeiro de 2010.
Segundo anunciou hoje a Santa Sé, o tema tem o objetivo de incentivar a reflexão da interdependência entre as pessoas, o meio ambiente e o cultivo da paz.

Mais informações em: http://www.ansa.it/ansalatinabr/notizie/fdg/200907291002352565/200907291002352565.html

Campanha Floresta em Perigo

CAMPANHA: DIVULGUE O TEXTO ABAIXO PARA CONSCIENTIZAR OS BRASILEIROS
A Amazônia tem: ouro, nióbio, petróleo, as maiores jazidas de manganês e ferro do mundo, diamante, esmeraldas, rubis, cobre, zinco, prata, e a maior biodiversidade do planeta (o que pode gerar grandes lucros aos laboratórios estrangeiros), riquezas que somam 14 trilhões de dólares.
Há mais ONGs estrangeiras indigenistas e ambientalistas na Amazônia brasileira do que no Nordeste ou em todo o continente africano, que sofrem com a fome sede e desnutrição, pois nestes lugares não há tanta riqueza para ser explorada por estrangeiros.


http://www.florestaemperigo.org.br/

Não tem Gripe Suína em Tapes. Mas...

Surto de Boatos sobre a gripe suína em Tapes. Secretaria de Saúde esclareceu que "não existem registros de gripe suína na cidade".

Aqueles que procuram a polêmica, deveriam checar suas fontes e evitar que a desinformação acabe transformando o problema de saúde pública em algo pior, em uma cidade que já possui diversos déficits na área e que ainda por cima, sofre com a Turma do "Quanto Pior, Melhor'.

E Piores situações existem, e não é por causa do Obama e a queda do capitalismo, o Bin Laden e o terrorismo, ou a Gripe A H1N1.

Então, sugere-se...

Campanha em Taquara RS Brasil

Meio Ambiente prepara campanha de recolhimento de pilhas

Previsão é de que na primeira quinzena de agosto os recipientes coletores já estejam espalhados.

Taquara - Já está em fase final o desenvolvimento do projeto que destinará corretamente os resíduos sólidos perigosos como pilhas e baterias, a campanha foi denominada "Eu Faço A Minha Parte". Os funcionários do Departamento de Meio Ambiente e da Secretaria Municipal de Planejamento e Habitação tiveram ontem uma reunião com o Prefeito, Délcio Hgentobler, para realizar os ajustes finais. A previsão é de que na primeira quinzena de agosto os recipientes coletores estejam espalhados em pontos estratégicos da cidade.

Se é no Brasil... "- vai uma Napolitana aí?"

Bandida do Biquíni tenta assaltar loja desarmada e vai presa
Uma americana foi presa em Southaven, no Estado do Mississippi, depois de tentar assaltar uma loja vestindo apenas biquíni. De acordo com a polícia, Morgan Haley, 24 anos, disse estar armada e exigiu que lhe entregassem todo o dinheiro do caixa.
Os funcionários da loja não acreditaram que a mulher, que ficou conhecida como "Bandida do Biquíni", estivesse armada, já que não tinha onde esconder o revólver, e acabaram dominando-a e chamando a polícia.
Antes da tentativa de assalto, Morgan tinha roubado o carro de uma mulher, que não ofereceu resistência, quando ela estava parada em um posto de combustível.

Em seguida, a acusada dirigiu até a loja que tentou assaltar.
A polícia disse que Morgan parecia estar sob efeito de álcool ou drogas. Ela foi acusada de roubo de veículo e tentativa de assalto.


COMENTÁRIO DOS INTERNAUTAS: Isso não é nada. Em Brasília roubam de Terno e Gravata, a luz do dia também, desarmados e ninguém é Preso! Solta a Moça!!!

Fonte: Portal Terra

Green Power - Japão

Governo Lula não muda

[Ecodebate] O governo Lula parece ter optado por arriscados descaminhos em relação à questão ambiental. O caminho certo é o da harmonia entre o desempenho econômico e o respeito ao meio ambiente, entretanto, desde o primeiro mandato de Lula todos os indicativos são de que definitivamente a opção governamental é trocar um pelo outro, sempre em detrimento
do meio ambiente. Saiba mais em >
http://www.ecodebate.com.br/2009/07/28/governo-lula-prepara-anistia-a-desmatadores/

Migrantes ou Refugiados ambientais?

Migrantes ou refugiados ambientais? A polêmica por trás do conceito, artigo de Márcia Pimenta

Esquecidos pela mídia, sem voz, deslocados internos, migrantes ambientais, onda humana, não importa como são chamadas as pessoas obrigadas a se deslocar internamente ou cruzando fronteiras devido aos efeitos das mudanças climáticas.

Eles se somarão aos 163 milhões de pessoas (Christian Aid, 2007) que deixaram sua história para trás escapando de guerras, conflitos étnicos, furacões, enchentes ou abandonando terras e casas destruídas por projetos de grande escala, como plantações ou reservatórios hidrelétricos, por exemplo.

VI Fórum de Educação Ambiental

Ministro do Meio Ambiente anuncia mais recursos para Educação Ambiental

Por Aline Garcia - Ascom Minas de Ideias

O ministro do Meio Ambiente, Carlos Minc anunciou durante o VI Fórum de Educação Ambiental a liberação de R$ 40 milhões que estavam bloqueados no Ministério da Fazenda, deste total, R$ 2 milhões irão para a Educação Ambiental.

O ministro aproveitou para informar que no mês de setembro deste ano será aberto um processo de licitação para a construção de 200 telecentros, falou sobre o Projeto Salas Verdes, espaços interativos de informação, educação, formação e ação sócio-ambiental e destacou o programa Nas Ondas do São Francisco. O programa segue o modelo do projeto Nas Ondas do Ambiente, da Secretaria de Estado do Ambiente do Rio de Janeiro.

Jovens das redes de educação ambiental fizeram protestos e perguntas, e o ministro respondeu citando conquistas recentes do Meio Ambiente, como a criação do Fundo Amazônia, que incentivará projetos que ajudem a diminuir o desmatamento, a aprovação do Plano de Mudanças Climáticas e o início do monitoramento de todos os biomas brasileiros, não apenas o pantanal, como também o cerrado, a caatinga e o pampa, recebendo elogios de personalidades internacionais, como o secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon e do ex-candidato à presidência dos Estados Unidos e militante ecológico, AL Gore.

Os Cinco clamores da Amazônia

Os cinco clamores da Amazônia
Por Folha do Progresso
O grito dos povos, o grito da terra, o grito das águas, o grito das florestas e o grito da cidade são os cinco clamores da Amazônia.

O relato é de Jelson Oliveira, professor de Filosofia da PUCPR, agente da CPT-PR e assessor do 12º Encontro Intereclesial das CEBs.

O texto a seguir foi escrito a partir da síntese dos debates de um dos “Rios” (como são chamados os 12 grupos que reúnem cerca de 250 pessoas) em torno da realidade amazônica. Saiba mais em: http://www.folhadoprogresso.com.br/folha3br2/modules/eNoticias/article.php?articleID=938

No Limite da sustentabilidade

"A sobrevivência humana ameaçada"

Crescimento insustentável
O que se vai fazer diante desse quadro?

Muitos dizem que a solução é crescimento econômico, é desenvolvimento.

Leia a entrevista completa com Washington Novaes, Click no link:

Falta PET no Mercado. País importa garrafas para reciclagem

País importa R$ 1 bilhão ao ano de sucata de PET

Por Samantha Maia
São Paulo, SP - Com uma indústria de reciclagem forte, mas sem uma coleta de lixo seletiva eficiente, o Brasil vive a situação de ter mais capacidade para reciclar do que sucata disponível. No caso da resina PET, a reciclagem movimenta R$ 1 bilhão ao ano, segundo a Associação Brasileira da Indústria do PET (Abipet), número que poderia ser maior caso houvesse mais matéria-prima disponível.

terça-feira, 28 de julho de 2009

Matança de Saíras com Ratoeiras

Monstruosidade em Joinville: MATANÇA DE SAÍRAS COM RATOEIRAS

O crime abominável contra a natureza presenciada pela Elza na manhã deste sábado, 25/07/2009, nos deixou profundamente abalados.

Ela parou para comprar banana num daqueles pontos tradicionais na rodovia SC-301, da Serra Dona Francisca, em Pirabeiraba, Joinville (SC), onde os pequenos produtores (população tradicional), sempre muito simpáticos, costumam vender sua produção de bananas às margens daquela rodovia que corta a Serra do Mar. Nesta região, a Mata Atlântica é uma das mais bem preservadas de Santa Catarina.

Para atrair compradores os cachos maduros de banana são pendurados na parte da frente das barraquinhas. Ao se aproximar da barraquinha, a Elza observou uma linda saíra-de-sete-cores sobre o muro, se deslocando em direção a uma fonte de comida. De repente, ao bicar a comida oferecida sobre o muro... Pleft! UMA RATOREIRA desarmou e ceifou instantaneamente a vida da saíra.

Ao desarmar, com força da mola, a ratoeira saltou de cima do muro com saíra presa pelo pescoço. De longe, a Elza não havia percebido a ratoeira armada sobre o muro, que tinha como isca uma rodela de banana.
Ela ficou em estado de choque com a cena tão cruel e covarde. Em questão de segundos a agradável e motivadora imagem da saíra-de-sete-cores saltitando sobre o muro transformou-se em horror, algo muito repugnante de se presenciar.

Em defesa da Orla do Guaíba II

Click na imagem para ampliar

Em defesa da Orla do Guaíba no Rio Grande do Sul - Brasil

Abrace a causa em defesa da Vida do Rio Guaíba e de seu lindo Pôr do Sol... em prol da Geração Presente e Futura!

Muro para conter o Deserto do Saara

Arquiteto projeta muro para conter expansão do deserto do Saara

Obra teria 6 mil quilômetros e tentaria evitar desertificação, fenômeno que ameaça 2 bilhões de pessoas segundo a ONU.

Um projeto para a construção de uma barreira de 6 mil quilômetros através do deserto do Saara, norte da África, para tentar conter a desertificação de terras vizinhas, foi apresentado pelo arquiteto sueco Magnus Larsson em uma conferência na sexta-feira, dia 24/07 em Oxford, Grã-Bretanha

Floresta dá lugar a pasto para bois clandestinos na Amazônia



Próximo a Marabá, no Pará, uma enorme área, que pertence à Agropecuária Santa Bárbara, já foi multada em mais de R$ 100 milhões por crime ambiental. A empresa possui 560 mil animais.

UE proibe comércio de artigos de foca

União Europeia proibe importação de artigos criados a partir de focas

Por Redacção A BolaPT

A União Europeia confirmou esta segunda-feira a interdição de todos os artigos importados criados a partir de focas. O Canadá, grande exportador deste tipo de mercadorias, vai contestar esta decisão na Organização Mundial de Comércio (OMC).


Mais em: http://www.abola.pt/mundos/ver.aspx?id=171540

Aquecimento Global

Aquecimento global "beneficiou Império Inca"
Um estudo de sedimentos encontrados na região de Cuzco, no Peru, sugere que o antigo Império Inca se beneficiou de um período de aquecimento global que durou cerca de 500 anos - exatamente na época em que aquela civilização conheceu seu maior apogeu.
O estudo, coordenado pelo pesquisador Alex Chepstow-Lusty, do Instituto Francês de Estudos Andinos em Lima, capital peruana, analisou como a evolução social e econômica verificada durante os anos incas se relacionam às mudanças climáticas nos Andes no mesmo período.

A conclusão é que séculos de temperaturas elevadas melhoraram as condições agrícolas e permitiram o cultivo de alimentos para sustentar uma população crescente e um exército poderoso. O estudo analisou uma seqüência de sedimentos do lago Marcacocha, localizado 12 km ao norte de Ollantaytambo, um dos grandes assentamentos incas, contendo evidências das mudanças climáticas ao longo de milênios.

A pesquisa foi publicada no número atual na revista científica Climates of the Past. Mais em:
http://noticias.terra.com.br/ciencia/interna/0,,OI3895011-EI238,00-Aquecimento+global+beneficiou+Imperio+Inca+diz+estudo.html

Pandas sofrem efeitos dos terremotos

Terremoto na China agravou população de pandas, diz relatório

O forte terremoto que sacudiu a província chinesa de Sichuan em maio de 2008, causando mais de 69 mil mortes, afetou também 60% da população silvestre de pandas gigantes ameaçados de extinção, segundo dados de um relatório publicado nos Estados Unidos nesta segunda-feira. "Estimamos que o sismo tenha afetado mais de 60% da população", disse Xu Weihua, da Academia Chinesa de Ciências e principal autor do estudo, também divulgado na revista Frontiers in Ecology and the Environment.

segunda-feira, 27 de julho de 2009

Thanks for visit an website The Greens

Faça Reciclagem em São Paulo

Gripe Suína no Brasil

Mais seis pessoas morrem vítimas da gripe H1N1 no Brasil

Saiba mais em: http://oglobo.globo.com/cidades/mat/2009/07/27/mais-seis-pessoas-morrem-de-gripe-suina-no-brasil-756987670.asp

Rede Metareciclagem

Se você quer ser desconstruir e re-construir, ter suas idéias modificadas, reificadas, pisoteadas e amadas, se seu ego é grande o suficiente para ter amor ao que faz mas consegue reconhecer o que os outros fazem sem inveja, se não está aqui buscando promoção social, mérito ou grana, e se, acima de tudo, acredita em fadas, duendes e um mundo perfeito, seja bem-vindo à rede Metareciclagem.

The Meatrix - A Origem da Carne

The Meatrix - A origem da carne

Os filminhos são velhos, mas o problema ainda é o mesmo. As animações "The Meatrix" (uma mistura de carne - meat, em inglês - com o nome do filme Matrix) mostram a verdade por trás dos produtos industrializados de origem animal que compramos no supermercado.

Consegui encontrar versões em português. Vale a pena perder cinco minutos, tomar a pílula vermelha e conhecer o mundo de Meatrix. Mas cuidado: você nunca mais verá as coisas como antes.