domingo, 27 de dezembro de 2009

Luz misteriosa aparece na Noruega em forma de espiral

Luz misteriosa aparece na Noruega em forma de espiral Mistério: como pode acontecer uma espiral de luz? Espiral Strange - Residentes no norte da Noruega ficaram atordoados após o show de luzes, que quase parecia gerados por computador, que apareceu no céu acima deles Por Mail Serviço Exterior e Will Stewart
Fonte: Mail Online
Uma exposição de luz misteriosa que aparece sobre a Noruega na noite passada deixou milhares de residentes no norte do país perplexo.Testemunhas de Trøndelag de Finnmark comparado a vista incrível para qualquer coisa de um foguete russo a um meteoro ou uma onda de choque - embora ninguém parece ter mencionado UFOs ainda. O fenômeno começou quando o que parecia ser uma luz azul, parecia soar por detrás de uma montanha. Ela parou a meio-ar, em seguida começou a circular. Curioso - Um feixe de luz azul-esverdeada foi relatado por ter chegado atirando do centro da espiral. Em poucos segundos uma espiral gigante cobria todo o céu. Então um feixe verde-azul de tiro luz fora do seu centro - que durou de dez a doze minutos antes de desaparecer completamente. O Instituto Meteorológico Norueguês foi inundado com telefonemas depois da tempestade de luz - o que os astrônomos já disse, não parecem ter sido ligado à aurora ou luzes do norte, tão comum nessa região do mundo. O mistério aprofundou-se hoje à noite quando a Rússia negou que tenha vindo a realizar testes com mísseis na área. Fred Hansen, a partir de Bo em Vesterålen, descreveu a visão como "como uma grande bola de fogo que deu a volta, com uma grande luz em torno dele novamente." Confusão - O Instituto Meteorológico Norueguês foi inundado com chamadas depois da tempestade de luz "Ele girou e explodiu no céu, 'Totto Eriksen de Tromsø disse VG Nett. Ele viu as luzes como ele andou Amalie sua filha à escola. Ele disse: "Vimos partir do porto interno em Tromsø. Foi absolutamente fantástico. "É quase parecia um foguete que girou ao redor e então passou na diagonal para baixo no céu. "Parecia que a lua estava chegando sobre a montanha, mas depois veio algo completamente diferente." O que poderia ser? Os astrônomos dizem que o espetáculo não parecem ter sido ligado à aurora ou luzes do norte "Era como uma espiral gigante - uma estrela cadente que girou em torno e ao redor. Inicialmente eu pensei que era um projetor ", acrescentou Axel Rose Berg, da Alta. Astrônomo points Knut Jørgen Røed Ødegaard VG Nett disse que nunca tinha visto nada como as luzes. Ele disse: "Meu primeiro pensamento foi que era um meteoro bola, mas já dura há demasiado tempo.'Pode ter sido um míssil na Rússia, mas não posso garantir que é a resposta". Controle de tráfego aéreo em Tromsø revelou o show de luzes que teve a duração de dois minutos, mas admitiu que era "demasiado longo" para ser um fenômeno astronômico. Tromsø Geophysical, pesquisador do Observatório Truls Lynne Hansen, disse que a luz tinha sido causado pelo lançamento de um míssil. Ele disse à imprensa norueguesa que o míssil provavelmente perdeu o controle e explodiu. A espiral, segundo ele, foi o resultado da luz, refletindo sobre o vazamento de combustível. Ele foi citado como tendo dito que a luz é solar, apesar dessas luzes estranhas aparecendo à noite. O Mar de Barents Observer citou o porta-voz da Defesa norueguês Espen Jon Lien dizendo que os militares norueguês não sabe o que as luzes estavam fazendo ali, mas que provavelmente eram de um míssil russo. Ele disse que era normal para a Rússia usar o Mar Branco e o Mar de Barents, um campo de testes para mísseis. No entanto, uma notícia saída Moscou à noite citou a Marinha russa negando qualquer lançamento de foguetes a partir da região do Mar Branco. A Noruega deve ser informada de tais lançamentos ao abrigo de acordos internacionais, foi sublinhado. O Ministério da Defesa russo não estava disponível para comentar a noite passada. Veja o vídeo mostrando a luz misteriosas no link abaixo.
http://www.dailymail.co.uk/news/worldnews/article-1234430/Mystery-spiral-blue-light-display-hovers-Norway.html#ixzz0ZDWE0xWz
www.jornaldosamigos.com.br
Enviado por Carmen Molina, Belo Horizonte-MG

sábado, 12 de dezembro de 2009

Mudanças Climáticas: Cidade de Tapes/RS sente os efeitos com cheia da laguna

Imagens: Arquivo Os Verdes/Júlio WandamMudanças Climáticas: Cidade de Tapes sente os efeitos
As margens da Lagoa dos Patos, a cidade de Tapes, cerca de 100 km da capital do estado do Rio Grande do Sul, na região sul, sente os efeitos das mudanças do clima, que estão trazendo preocupações e desafios as comunidades atingidas pelas cheias da laguna, devido ao repressamento das águas pelo vento e que não estão chegando ao mar.Hoje (12/12), a situação parece que diminiu de tamanho, mas para alguns a preocupação com os familiares está presente, pois ocupam áreas dentro de riscos iminentes, junto a laguna em app, e com problemas inerentes a estes locais. As águas das sanga das Charqueadas em sua foz, já estão ultrapassndo os limites possíves, o que deixa o problema maior. Para o pescador Moisés Elias (Nico), morador da Vila dos Pescadores em Tapes, a preocupação em conter a cheia da laguna acabou providenciando um dique de areia da praia para evitar que as águas invadam mais seu terreno e casa, colocando em risco sua família que já está "ilhada". Para a dona Dora Castro, sogra de Nico, "a força da água" é algo para se preocupar, analisa ela com a visão acurada pelo ponto de vista empírico e da observação dos efeitos climáticos na realidade local.Enquanto em Copenhague, na Dinamarca, se discute o futuro do planeta em relação ao aquecimento global na COP 15, as emissões de CO² e toda a poluição que afeta o clima; alheia a tudo isso, dona Dora teme que o futuro deste local possa ser mais importante, pois ocupam uma área que segundo as opções menos pessimistas, poderá desaparecer do mapa com a elevação dos mares.Fábrica de Filetagem e Gelo, construída em área de preservação permanente, com "parecer favorável" do Conselho Municipal de Meio Ambiente e pouco utilizada para a finalidade a qual recebeu recursos do Ministério da Pesca e Aqüicultura.
Segundo João Galvão (foto abaixo), mais cinco casas serão construídas próximas da casa ao fundo na imagem, já dentro da lagoa, junto aos juncos da beira da praia.Uma critica constante sobre a ocupação deste local se dá pela observação de casas "novas" que estão sendo construidas as margens de APPs, neste caso, "praticamente" dentro d'água segundo José Carlos Galvão (Tio Calo), que é ativista da associação dos Pescadores. Para ele, a construção de casa dentro da lagoa representa desperdício de dinheiro público e perigo aos moradores que poderão acordar com águas pelo joelho.
Nas imagens registradas pela REDE Os Verdes, constata-se que tais residências construídas no local estão praticamente dentro das águas das laguna.
Outra situação diz respeito aos permanentes problemas dos lixos nas ruas da cidade, que acabam entupindo os bueiros de drenagem da água das chuvas, e trazem danos as regiões mais densamente ocupadas pela população tapense.As cheias da laguna acabam aumentando o nível das águas, e retornando pelas tubulações da década de 60, com tamanho incompatível com o aumento da população e da infra-estrutura urbana.
Segundo Mário Mendes, taxista em Tapes, nos seus 60 e poucos anos nunca havia visto tais situações e pensa que a população não está acreditando que o problema já bate em nossas portas.
Em recente imagem publicada por nossos parceiros Em Rede (Conjuminando), mostra que no Clube Náutico Tapense as águas já ultrapassaram os limites do trapiche. Na Vila dos Pescadores, o trapiche de descarga dos pescados do empresário conhecido como Jóia, "desapareceu" engolida pelas águas revoltosas da laguna.Na praia do centro, a força das águas começa a ampliar os buracos que margeiam o calçadão, e teme-se a situação semelhante em 1995 quando as águas engoliram parte da construção.Sanga do Meio: águas encontram barreira de areias de dragagem em 2000 para limpar o canal do Náutico.
Molhes do Clube Náutico Tapense sendo divididos pelas ondas da laguna dos Patos.
Fonte: Rede Os Verdes/RS

Em Rede: Oficina de Ecoturismo

Em Rede: Sapo Mochileiro

Em Rede: El hombre que asombra al mundo

Imagem: El Pais/ES
El hombre que asombra al mundo
El presidente de Brasil se ha convertido en el líder indiscutible de América Latina y una referencia para todos los políticos. Brasil ha pagado este año toda su deuda, crece a buen ritmo y se ha llevado los Juegos de 2016.
Leia mais em >
http://blogoleone.blogspot.com/2009/12/el-hombre-que-asombra-al-mundo.html

Copenhague vai resultar em desperdício de dinheiro, diz Lomborg

Copenhague vai resultar em desperdício de dinheiro, diz Lomborg
por Ana Luiza Herzog
O cientista político dinamarquês Bjorn Lomborg não é nada querido pelos ambientalistas, simplesmente porque nada contra a corrente. Enquanto o único assunto discutido aqui em Copenhague é o corte de emissões de gases causadores do efeito estufa, Lomborg passeia pelo Bella Center, onde a Cop 15 está sendo realizada, pregando o discurso inverso: o de que adiantará pouco os países selarem um acordo ao final da semana que vem. A razão: eles não conseguirão cumpri-lo.
Ainda que dono de idéias tão politicamente incorretas em tempos de aquecimento global, Lomborg passeia sem constrangimento pelo Bella Center porque é uma espécie de celebridade, aqui na Dinamarca e também fora dela – e se comporta como tal. Embora tenha entrevistado Lomborg algumas vezes pelo telefone no Brasil, marcar uma hora para conversar com o “ambientalista cético” aqui, que é como ele conhecido por ter lançado livros como Cool It — The Skeptical Environmentalist’s Guide to Global Warming (em português, algo como “Calma lá — o guia do ambientalista cético para o aquecimento global”), não foi nada fácil. Tentei na segunda-feira, mas Lomborg estaria o dia inteiro por conta do TV2, um dos principais canais de notícias local. No Bella Center, o vi algumas vezes andando pra lá e pra cá e conversando com pessoas sendo seguido por dois cinegrafistas. Na terça, vi Lomborg sentado nos sofás do centro de imprensa, concedendo ininterruptas entrevistas. Finalmente, ontem, consegui um espaço na agenda de Lomborg. O senhor não acredita no corte de emissões, e o tenho visto aqui na Cop 15, um evento que tem como princípio a idéia de que os países resolverão o problema do aquecimento dessa maneira, cortando emissões. Está aqui tentando convencer as pessoas de que esse não é o melhor caminho?
Exatamente. Eu sou basicamente uma acadêmico que tenta disseminar boas idéias. E aqui há mais de 15 000 pessoas que querem fazer o bem. O problema, infelizmente, é que elas estão se apegando a estratégia errada para resolver o problema. Elas estão se apegando à estratégia que fracassou pelos últimos 18 anos.
Poderia explicar isso melhor?
Veja: prometemos cortar em emissões na Eco 92, no Rio, e não o fizemos. Prometemos cortar ainda mais emissões em Kyoto, em 1997, e também não conseguimos. Agora estamos aqui em Copenhague, 18 anos depois, dizendo: vamos tentar a mesma velha estratégia de novo, mas fazer o cenário ficar ainda mais difícil e prometer que vamos cortar ainda mais as emissões.
E qual é o caminho então?
Gostaria que as pessoas pensassem que precisamos achar uma nova estratégia que realmente funcione. Se realmente queremos combater o aquecimento global não está na hora de adotarmos uma medida que realmente podemos cumprir, em vez de uma que apenas soe bem?
Na sua opinião, qual é o resultado mais provável de Copenhague? Vamos selar um acordo que vai nos permitir resolver o problema?
Infelizmente não. Vamos ter um documento bonito, cheio de palavras de peso e vamos estourar uma champanhe e todos os países vão voltar para casa se achando vitoriosos. E é claro que, daqui a dez anos, nada terá acontecido, e esse é o pior resultado que eu posso imaginar. A estratégia vai falhar de novo por vários motivos e um deles é porque custa caro cortar emissões.
O que devemos fazer então?
Fizemos um estudo com alguns dos mais importantes economistas do mundo, e isso inclui 28 profissionais especializados na questão climática e mais três prêmios Nobel. Perguntamos a eles: se vamos gastar dinheiro para combater o aquecimento global, qual a melhor maneira de gastar esse dinheiro, a mais eficiente? E o que eles calcularam é o seguinte: para cada dólar que você gasta para cortar emissões – mesmo que você gaste esse dinheiro de maneira muito eficiente – você vai evitar dois centavos de dano climático. Ou seja, 98% do dinheiro é jogado fora. O que é um péssimo negócio.
E o que seria um bom negócio?
Investir em pesquisa para tornar as tecnologias verdes mais baratas no futuro. Para cada dólar investido você vai ter 11 dólares de benefício climático. Se investíssemos o suficiente para tornar os painéis solares mais baratos que qualquer outra forma de energia de origem fóssil estaríamos no caminho de solucionar o problema do aquecimento porque todas os consumidores iriam comprá-los. E não porque algum governo os forçou a fazê-lo, mas porque tornamos a tecnologia acessível. Esqueçamos simplesmente o dogma do corte de emissões. Vamos investir para tornar as tecniologias verdes mais baratas que o problema se resolverá naturalmente.
Fonte: Portal Exame

Um ecocídio no Paraguai

Imagens: Internet
Um ecocídio no Paraguai
Um “bombardeio” deliberado? É muito suspeito o caso de intoxicação coletiva que atingiu mais de 200 índios Ava-Guarani, habitantes da região oriental do Alto Guarani, no Paraguai.
A reportagem é de Fulvio Gioanetto, publicada no jornal Il Manifesto, 26-11-2009. A tradução é de Moisés Sbardelotto.
O caso remonta a uma semana atrás e se refere a cinco comunidades da população de Santo Tomás Ytakyry. Os intoxicados sofrem de cefaleia, vômitos, náuseas e diarreia depois de ter inalado um coquetel de agroquímicos. A questão é que não se trata de um acidente: parece justamente que as terras e vilarejos guaranis foram deliberadamente “fumigados”, um capítulo terrível da disputa com uma empresa agroindustrial que está de olho em suas terras para ali cultivar soja (transgênica).
O fato foi reconhecido pela ministra da Saúde do país, Esperanza Martinez. O ministério do Meio Ambiente e o de Assuntos Indígenas confirmaram, em comunicados separados, que mais de 2.500 hectares foram fumigados (mesmo que não sejam atualmente cultivados) para tentar desalojar as populações indígenas da região, que exigem essas terras por direito ancestral. Indicam ainda que os tratores da fazendo destruíram um cemitério tradicional, um centro de culto (Jeroky Aky) e uma escola de Ensino Médio, com o objetivo evidente de desfazer a presença indígena na região.
Cinco pessoas foram hospitalizadas, em condições graves. “Preferimos morrer aqui nas nossas terras do que pedir esmolas nas ruas da cidade”, declarava um jovem guarani ao repórter do jornal El Ciudadano (www.elciudadano.cl). Um dirigente da associação dos agricultores do Alto Paraná denunciou a “máfia da soja que usa venenos para afugentar as pessoas com a cumplicidade das autoridades”. E afirmou que, para fumigar a população indígena e destruir seus cultivos, foi usado um avião do latifundiário Titté Alfonso. As autoridades ambientais, por ordem do próprio presidente Lugo, abriram um processo imputando dois brasileiros do delito “de ecocídio e uso de substâncias tóxicas não autorizadas”. A disputa por essas terras dura muito tempo. Os fazendeiros brasileiros e as companhias da soja adquiriram, no início dos anos 80, com enganos e subornos aos políticos da região, as terras indígenas para cultivar soja transgênica. Há seis meses, os Ava-Guarani ocuparam essas terras, que consideram como ancestrais, defendidos nisso por um título agrário de 1995. Instalaram acampamentos e começaram a cultivar vegetais, mandioca e milho para consumo próprio. Os fazendeiros brasileiros, que não conseguiam fazer com que fosse aplicada a ordem de despejo ditada por um tribunal local – melhor, foram “agredidos” com flechas e lanças pelos agricultores guaranis – decidiram bombardeá-los com agrotóxicos.
No começo desta semana, uma comissão parlamentar encarregada de investigar o ecocídio foi mandada embora porque, segundo os representantes guaranis, “são cúmplices das autoridades judiciais locais e só fazem política. O que queremos é que nos deixem viver em paz e que parem de nos caçar como animais”.
Por outro lado, no outro extremo do Paraguai, nas florestas tropicais de uma das comunidades indígenas amazônicas dentre as mais isoladas, os todobiegosode, começou o desmatamento por parte da empresa brasileira de rações bovinas Yaguarete Pora Sa. A denúncia é da ONG Survival, com base em fotos de satélite, que informa que árvores estão sendo cortadas ilegalmente para dar espaço aos pastos bovinos – apesar de que, há alguns meses, o ministério do Meio Ambiente revogou a essa empresa a permissão de extração de lenha.
Fonte: Ecodebate publicado pelo IHU On-line, parceiro estratégico do EcoDebate na socialização da informação. IHU On-line é publicado pelo Instituto Humanitas Unisinos - IHU, da Universidade do Vale do Rio dos Sinos – Unisinos, em São Leopoldo, RS.

Na cidade das "cabeças de vento" não vai faltar energia para os Espanhóis

Imagem: Internet
Na cidade das "cabeças de vento" não vai faltar energia para os Espanhóis
“A inguinorança é que astravanca o pogréssio” - autor desconhecido

Foi na Zero Hora de sábado (28/11/2009), que passei a não acreditar mesmo na versão de Parque Eólico em Tapes, pois não foi construído o parque dos cavalos, o parque e bosque do ex-camping, a pracinha no caminho do Fórum, e parece que a Praça Rui Barbosa teve "devastada" até árvore que não podiam cortar.
E mais, na manchete dizia que "Tapes é Candidata" para ter este tal parque eólico. Tapes foi candidata a muita coisa, e com o tempo se observa que nadavam, nadavam e você sabe o que acontece depois.

Leia mais no ECO & AÇÃO, Click aqui

Copenhaga já está à espera de protestos extremistas

Imagem: DN/Portugal
Copenhaga já está à espera de protestos extremistas
por JOÃO CÉU E SILVA
Ruas da capital dinamarquesa estão a ser patrulhadas, de 24 em 24 horas, por fortes contingentes policiais com o objectivo de impedir todo o género de desordem que perturbe a cimeira internacional sobre alterações climáticas. A 11 dias da abertura dos trabalhos, é já possível verificar a existência de fortes medidas de segurança na cidade que espera receber largos milhares de visitantes.
Leia mais em > http://dn.sapo.pt/inicio/ciencia/interior.aspx?content_id=1429532

Polícia lança uma nova advertência aos desordeiros

Clima: polícia lança uma nova advertência aos desordeiros
A polícia dinamarquesa lançou neste sábado uma nova advertência aos desordeiros que queiram se aproveitar da manifestação pelo clima para cometer atos de violência nas ruas de Copenhague.
Segundo a polícia, ao menos 50 mil pessoas devem participar hoje da grande manifestação convocada pelas ONGs, que vai pedir um acordo ambicioso para conter o aquecimento global, entre o centro da cidade e o Bella Center, local da Cúpula sobre o Clima da ONU.
"Há limites a serem respeitados", disse o chefe-adjunto da polícia, Per Larsen, ao canal dinamarquês TV2 News, visando particularmente o grupo de extrema esquerda "Never Trust a Cop", que convocou uma manifestação anticapitalista para as 13H30 (12H30 GMT) no centro da cidade.
Esta advertência também foi dirigida ao movimento antiglobalização Climate Justice Action, que pediu "desobediência civil".
"O problema é que tendemos a aceitar a desobediência civil na sociedade. Mas quando ela ultrapassa os limites das leis penais, somos obrigados a atuar para acabar com ela", destacou o policial.
Larsen afirmou no entanto que a polícia dialoga bem com estes grupos e deseja "conversar" com eles. "Mas terão de assumir as consequências se ultrapassarem a linha vermelha", acrescentou.
A polícia já expulsou algumas pessoas do territórios, como dois britânicos por vandalismo e por terem cuspido em um policial e um francês por violação à lei sobre armas, segundo o comissário Lars Christian Borg.
Fonte: AFP

ATIVISMO EM REDE: Animal Protection for White House

Imagem: Internet
Coloque os Animais na Agenda de Obama
Caro Julio,
Você sabia que existem 18 diferentes agências que supervisionam o bem-estar animal? É por isso que The Humane Society dos Estados Unidos e do Fundo Legislativo da Humane Society estão fazendo com que a administração de Obama venha a nomear um Animal Protection (protetor dos animais) com ligação na Casa Branca - alguém que iria trabalhar com as agências e ao Congresso para fazer avançar as políticas de proteção animal de maneira contínua e sustentada.
Temos como meta coletar 50.000 assinaturas.
Por favor, assine a petição, e não se esqueça de contar a seus amigos, também. Obrigado por tudo que você faz para os animais.

Fonte: The Humane Society/EUA - via e-mail

Put Animals on Obama's Agenda
Dear Julio,
Did you know that there are 18 different agencies that oversee animal welfare? That's why The Humane Society of the United States and Humane Society Legislative Fund are asking the Obama Administration to appoint an Animal Protection Liaison in the White House -- someone who would work with the agencies and Congress to advance animal protection policies in an ongoing and sustained way.
We have a goal of 50,000 signatures. Please sign the petition, and be sure to tell your friends, too. Thanks for all you do for animals.

domingo, 6 de dezembro de 2009

DIA 09 DE DEZEMBRO - DIA MUNDIAL CONTRA A CORRUPÇÃO

DIGA NÃO A CORRUPÇÃO!

COP - 15: Futuro na mão de 190 países

190 países discutem em Copenhaque o futuro do Planeta
O mundo está 1° C mais quente e os efeitos deste aquecimento está se mostrando real.
Desequilibrios ecológicos são constantes e a temperatura da água sobe mais rápido do que o ar.
Os corais estão morrendo. Migrações estão comprometidas. Anfíbios desaparecem a taxas assustadoras. O degelo está mais rápido.
Qual futuro nos aguarda pós COP15?

PREFEITURA DO RIO DE JANEIRO REABRE CENTROS DE ESTERILIZAÇÃO GRATUITA

PREFEITURA DO RIO DE JANEIRO REABRE CENTROS DE ESTERILIZAÇÃO GRATUITA
ENDEREÇOS:
JACAREPAGUA
Na praça seca, localizado em frente ao banco HSBC.
faz apenas castração

LARGO DO MACHADO
Na praça central, em frente à cabine da Polícia Militar, próximo à estação do metrô. faz apenas castração.
GUARATIBA
Na fazenda modelo localizada na estrada da matriz 4.445. todas as cirurgias, exceto as ortopédicas.
PEQUENO PORTE
As unidades atendem somente animais (machos e fêmeas) de até 20 quilos.
HORÁRIOS
Os minicentros cirúrgicos do Projeto Bicho Rio funcionam de segunda a sexta, das 8h às 17h. A prefeitura pede que o dono tenha disponibilidade para aguardar o término da cirurgia do animal.

PATRAM da Região da Costa Doce em operações apreende pássaros em cativeiro, armas de caça e animais mortos por caçadores

Imagens: coletadas na REDE Os Verdes no OrkutO 1º Pelotão de Polícia Ambiental do BABM (Batalhão Ambiental da Brigada Militar) está atuando na região da Costa Doce nestes últimos dias, e já neste fim de semana tiveram resultados com a apreensão de armas, munição, pássaros em cativeiros e animais silvestres abatidos e prontos para consumo. A necessidade de ação dos órgãos de repressão ao crime ambiental em nossa região é importante, por se tratar de áreas de grande incidência de animais e pássaros, e atraídos pelos banhados e lagoas existentes, ficando vulneráveis aos caçadores.
DENUNCIE O CRIME AMBIENTAL

Desmatamento na Amazônia se intensifica na área de influência das hidrelétricas do Madeira

Desmatamento na Amazônia se intensifica na área de influência das hidrelétricas do Madeira
Placa de advertência no local da futura hidrelétrica de Santo Antonio
O Sistema de Alerta de Desmatamento (SAD), do Instituto do Homem e Meio Ambiente da Amazônia (Imazon), registrou 216 km² de desmatamento na Amazônia Legal em setembro de 2009. Isso representa uma queda de 33% em relação a setembro de 2008 quando o desmatamento somou 321 km². Também houve queda em relação a agosto de 2009, quando o SAD registrou 273 km² de áreas desmatadas.

Espécies de água doce são as mais ameaçadas de extinção

Imagens: Internet
Espécies de água doce são as mais ameaçadas de extinção
Animais e plantas vivendo em rios e lagos são os mais ameaçados da Terra, devido ao colapso de ecossistemas, afirmaram cientistas.
Eles pediram a criação de uma nova parceria entre governo e a comunidade científica para ajudar a combater extinções causadas pela poluição, aumento de cidades e a expansão da agricultura para alimentar a crescente população, o aquecimento global e espécies invasoras.
Governos de todo mundo haviam firmado um acordo para redução da extinção de todas as espécies até 2010, durante a cúpula de 2002, em Johanesburgo.
"Mau gerenciamento e a crescente necessidade dos homens por água estão levando ecossistemas de água doce ao colapso, tornando as espécies de água doce as mais ameaçadas da Terra", afirmaram os representantes de um grupo de especialistas em biodiversidade, o Diversitas.
As taxas de extinção de espécies em água doce são "de quatro a seis vezes mais altas do que em habitats marinhos ou terrestres."
Peixes, sapos, crocodilos e tartarugas estão entre as espécies de água doce ameaçados.
"A meta de 2010 não será atingida", disse Hal Mooney, professor da Universidade de Stanford e presidente da Diversitas.
Diversitas se reuniu em outubro de 2009 com mais de 600 especialistas na Cidade do Cabo, na África do Sul, para discutir maneiras de proteger a biodiversidade.
Líderes do mundo todo concordaram durante a Cúpula de Johanesburgo em 2002 em conseguir uma "redução significativa na atual taxa de perda de diversidade biológica".
No entanto, "mudanças em ecossistemas e perda de biodiversidade continuam a acelerar...
Taxas de espécies em extinção estão ao menos 100 vezes maiores do que na era pré-humana e devem continuar a aumentar", disse Georgina Mace, do Imperial College de Londres e vice-presidente do Diversitas, em um comunicado.
Barragens, irrigação e mudanças climáticas que devem perturbar o ciclo de chuvas estão prejudicando habitats de água doce. Canais permitem que plantas, peixes e outras espécies e doenças cheguem a novas regiões.
Até 2025, alguns especialistas prevêem que nem um único rio chinês vai chegar ao mar exceto durante enchentes, com efeitos tremendos para a indústria de peixes da China, disse a Diversitas.
Fonte: Folha Online