segunda-feira, 31 de maio de 2010

Mancha de petróleo atinge a costa da Louisiana

Mancha de petróleo atinge a costa da Louisiana
Leia mais no Blog do Alexandre

Nasa registra manchas gigantes de fosforescência no norte do Atlântico

Nasa registra manchas gigantes de fosforescência no norte do Atlântico 
Água brilha por causa da presença de organismos microscópicos. Eles emitem luz de forma semelhante aos vaga-lumes.
Foto obtida pelo satélite MODIS, da Nasa, mostra manchas fosforescentes gigantes formadas pela alta concentração de fitoplâncton – organismos microscópicos que vivem no mar e que emitem luz, como os vaga-lumes. O fenômeno é conhecido como ardentia ou fosforescência-do-mar. Nesse caso, a área brilhante tem centenas de quilômetros. À direita, em sentido horário, é possível ver parte dos territórios da Irlanda, Reino Unido e França.
Foto: Nasa
Fonte: Pirata Virtual

A Praia de Vidro em Fort Brag - Califórnia

A praia de vidro fica localizada em Fort Brag, na Califórnia, e ganhou este nome pois em suas areias pode ser encontrada uma enorme quantidade de vidro.
O vidro é proveniente do lixo que os moradores da região descartavam diretamente no mar no começo do século 20.
Em 1967, a área foi fechada para o início de uma série de programas de limpeza, numa tentativa de recuperar a praia. 
Ao longo das décadas, o martelar das ondas quebrou o vidro em pedaços pequenos que foram polidos pela areia, transformando-os nas peças de bijuteria colorida que cobrem a praia atualmente.
Fonte: Internet/Blog Ocioso
Fonte: Recebi, Li e Gostei

Na direção oposta

 Na direção oposta
Enquanto a sociedade brasileira está cada vez mais consciente na busca de um desenvolvimento sustentável, parte dos políticos vai na direção oposta. É uma triste viagem no tempo, de volta aos anos 70 do século passado, quando florestas eram derrubadas como se fossem um entrave ao que se imaginava ser o progresso, mas que se mostrou apenas um projeto autoritário e desastroso de ocupação da Amazônia. Pois há os que não aprenderam nada com aqueles erros. Querem mais terra arrasada. 
Duas investigações recentes, da Polícia Federal e da imprensa, alertam para esse perigo. A primeira -Operação Jurupari, em Mato Grosso- desmontou mais um esquema criminoso de exploração e venda ilegal de madeira, envolvendo membros do governo estadual, políticos, madeireiros e fazendeiros.
A outra é a reportagem de Marta Salomon denunciando a “venda”, pelo governo federal, de terras na Amazônia pela bagatela de R$ 2,99 a cada dez mil metros quadrados, com 20 anos para pagar. O que comprova o alerta que fizemos no ano passado, sobre a equivocada legalização fundiária, sem os devidos critérios. 
Estamos agora às vésperas da apresentação e votação na Câmara do relatório do deputado Aldo Rebelo (PC do B-SP), que poderá propor, segundo o que vem sendo divulgado, mudanças profundas que podem desconstituir a legislação ambiental. Precisamos atentar para a posição do relator sobre a pulverização da legislação ambiental em normas estaduais, proposta pelos ruralistas, e a redução das áreas de proteção ambiental, permitindo mais desmatamento. 
O exemplo de Mato Grosso ilustra bem o que pode acontecer. Ademais, o uso sustentável dos recursos naturais é questão estratégica para o país. Não é razoável que fique ao sabor do jogo de pressões locais, de consequências imprevisíveis. 
As mudanças pretendidas, principalmente no Código Florestal, longe de serem uma “atualização”, como andam dizendo, representam o retrocesso, o comprometimento de um patrimônio de todos os brasileiros em nome da insistência de alguns setores em permanecer na produção predatória. Estamos diante de uma escolha que determinará se queremos desenvolvimento de fato ou exploração irracional da natureza em benefício de poucos, sobrando o desastre para milhões. 
Muitos produtores já se organizam, com excelentes resultados, para praticar a agricultura e a pecuária sustentável do futuro. Ela não só é possível como rentável. É fundamental, portanto, que os legisladores pensem no peso de sua responsabilidade. É fundamental também que a sociedade mostre ao Congresso que está atenta e sabe se defender.
Folha: Folha de São Paulo

Israel ataca frota de Paz em direção a Gaza

Fonte: Canal G1
Amorim diz que ataque de Israel foi "grave" e defende ação da ONU
Por SOFIA FERNANDES
O chanceler Celso Amorim afirmou nesta segunda-feira que o ataque israelense à flotilha que levava ajuda humanitária à faixa de Gaza justifica a tomada uma ação por parte da ONU.
Brasileira que estava no comboio humanitário, segundo informações está bem e sendo deportada para o Brasil.
"É um ato muito grave, estamos preocupados com isso, esperamos que a ONU adote alguma ação, e que Israel possa atender ao que for solicitado", disse.
Segundo Amorim, a embaixadora brasileira na ONU já foi instruída a apoiar convocação do Conselho de Segurança para discutir o caso. "Espero que o presidente do Conselho de Segurança dê uma declaração forte", disse. 

Pesquisas erram ao prever empate técnico na Colômbia

Pesquisas erram ao prever empate técnico na Colômbia 
Partidários de Antanas Mockus comemoram ida ao segundo turno 
Faltando menos de 3% para terminar a apuração, a contagem oficial de votos na Colômbia mostrava que o candidato governista, Juan Manuel Santos, tinha recebido cerca de 6,8 milhões de votos - o equivalente a aproximadamente 47% - enquanto Antanas Mockus, do Partido Verde, somava apenas 3,1 milhões de votos - 22% dos votos válidos. As pesquisas previam empate técnico entre ambos.
Como surpresa, se destacou o bom posicionamento que conseguiu o candidato Germán Vargas Lleras, que ficou em terceiro lugar, com 1,5 milhão de votos. O suficiente para ficar com quase 11% da preferência do eleitorado - a votação tão expressiva também não havia sido detectada pelas pesquisas.
Apesar de alguns enfrentamentos isolados entre as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) e o Exército nas zonas rurais de Cauca e Nariño, o pleito presidencial transcorreu sem maiores distúrbios da ordem pública nas demais regiões do país.
Durante o dia, que teve sol pela manhã e depois garoou em boa parte da Colômbia. Os eleitores foram às urnas de tal forma que de mal terminou a votação e já começou a se antecipar o a maior parte dos eleitores exerceu seu direito ao voto, que não é obrigatório naquele país. Uma opção prevista pelas pesquisas.
Fonte: Portal TERRA
Foto: Reuters

Petrobras e Google lançam mapa sobre a Amazônia na internet

Petrobras e Google lançam mapa sobre a Amazônia na internet 
O serviço apresenta os ecossistemas da região amazônica 
A Petrobras, em acordo com o site de buscas Google, lançou na internet um mapa detalhado sobre a biodiversidade da Amazônia. O serviço está disponível no endereço www.petrobras.com.br/biomapas
 O mapa foi criado a partir dos estudos da empresa que analisam os ecossistemas nos arredores da província petrolífera de Urucu - base de produção da estatal na Amazônia. Na consulta ao serviço, podem ser encontradas curiosidades sobre mais de 100 espécies nativas da fauna e da flora da região amazônica. 
A visualização e pesquisa são realizadas por meio dos serviços Google Maps e Google Earth. Gravações em vídeos e fotos sobre as expedições realizadas nos últimos anos por biólogos, engenheiros florestais e coletores locais, entre outros especialistas ambientais, estão disponíveis também no YouTube, Flickr e Picasa.
Fonte: Portal TERRA

Museu de NY reconquista Polo Sul com primeiros exploradores

Na imagem, uma recriação de um grupo de pingüins no Polo Sul
Museu de NY reconquista Polo Sul com primeiros exploradores
A dramática batalha para conquistar o Polo Sul, protagonizada há um século por dois dos expedicionários mais famosos da história, Roald Amundsen e Robert Falcon Scott, reflete agora em uma ambiciosa exposição no Museu de História Natural de Nova York, que começou neste sábado. 
"É uma história muito famosa por múltiplas razões, entre elas porque tem um grande componente de tragédia", explicou ontem à Agência Efe o responsável pela exposição, Ross MacPhee, que quer mostrar "o que as pessoas fazem quando estão isoladas em ambientes extremos, como sobrevivem e como se mantêm saudáveis". 
"Corrida para o fim da terra", que poderá ser visitada até o fim do ano, repassa a rivalidade que aconteceu entre 1911 e 1912 para chegar pela primeira vez ao Polo Sul entre as expedições capitaneadas pelo norueguês Amundsen e pelo britânico Scott. 
Mais no Portal TERRA
Foto: EFE

Com chifre de 1,2 m, novo dinossauro não temia nem tiranossauro

Concepção artística mostra como seria o Coahuilaceratops magnacuerna Foto: Divulgação
Com chifre de 1,2 m, novo dinossauro não temia nem tiranossauro
Uma nova espécie descoberta por paleontólogos de universidades dos Estados Unidos, Méxido e Canadá tinha os maiores chifres dos dinossauros. Segundo os cientistas, os chifres do Coahuilaceratops magnacuerna, que viveu há cerca de 72 milhões de anos, chegavam a 1,2 m. Os pesquisadores afirmam ainda que o animal era um gigante de 6,7 m de comprimento e entre 1,8 m e 2,1 m de altura nos ombros e na bacia. "Coahuilaceratops adultos não tinham medo dos grandes predadores tiranossauros", diz Andrew Farke, que participou da pesquisa.
Leia mais no Portal TERRA

Descoberta mensagem secreta de Michelangelo na capela Sistina

Segundo pesquisadores, no pescoço de Deus, representado no painel "Separação da luz da escuridão", pode ser visto precisamente o pedúnculo cerebral. Foto: Getty Images
Descoberta mensagem secreta de Michelangelo na capela Sistina
Pesquisadores da Universidade de Medicina John Hopkins, nos Estados Unidos, afirmam ter descoberto desenhos secretos de uma parte do cérebro, da medula e dos nervos óticos nas pinturas da capela Sistina, no Vaticano. Segundo os pesquisadores, Michelangelo escondeu os desenhos em uma das representações de Deus enquanto pintava a capela entre 1508 e 1512. As informações são da Scientific American.
Leia mais no Portal TERRA

Pentágono: lixo espacial pode destruir comunicações na Terra

Pentágono: lixo espacial pode destruir comunicações na Terra 
Concepção artística divulgada pela Agência Espacial Europeia (ESA) mostra como estaria a órbita terrestre em 2008. No centro da imagem está o polo. O lixo espacial e a Terra estão fora de proporção. Foto: ESA/Divulgação 
Há tanto lixo espacial ao redor da Terra que qualquer colisão no espaço pode levar a uma reação em cadeia que destruiria satélites vitais, de acordo com um relatório do Pentágono apresentado ao Congresso dos Estados Unidos. Uma colisão entre dois satélites, por exemplo, poderia resultar em centenas de peças em movimento que poderiam atingir outros equipamentos. As informações são do Daily Mail. 
Um evento desse tipo e com grande porte seria tão desastroso que poderia afetar sinais de TV, a meteorologia, o sistema de navegação global e conexões de telefone internacionais, entre muitos outros serviços - inclusive alguns de uso secreto. Estima-se que existam entre 3 mil satélites em órbita ao redor do planeta, mas o número de destroços desde o lançamento do Sputnik (há 53 anos) chegaria a dezenas de milhões - muitos resultantes de velhos foguetes, satélites abandonados e estilhaços de mísseis. 
O relatório, que foi enviado ao Congresso americano em março, mas ainda não foi divulgado publicamente, afirma que a reação em cadeia poderia tornar algumas órbitas inutilizáveis. O documento afirma também que o espaço está "cada vez mais congestionado e disputado". 
Até a Estação Espacial Internacional (ISS, na sigla em inglês) se viu obrigada a alterar sua rota para desviar do lixo espacial. No ano passado ocorreu um acidente relacionado ao assunto, quando uma sonda militar russa desativada atingiu um satélite americano de comunicações sobre a Sibéria, liberando cerca de 1,5 mil peças no espaço. 
Outro exemplo ocorreu em 2007, quando um teste de um míssil chinês deixou 150 mil peças de lixo. Os eventos levaram os Estados Unidos a apoiar as Nações Unidas para que emitissem orientações para que companhias e governos parassem de encher a órbita de lixo. "O espaço precisa de policiamento e leis para proteger o interesse público", disse Mazlan Othman, diretor da Organização das Nações Unidas (ONU) para Assuntos do Espaço Exterior.
Fonte: Portal TERRA

domingo, 30 de maio de 2010

Diminui atividade de vulcão no Equador; segurança é mantida

Vulcão Tungurahua diminui atividade 
Diminui atividade de vulcão no Equador; segurança é mantida 
O vulcão Tungurahua, localizado no centro do Equador, diminuiu neste sábado a sua atividade eruptiva, mas as autoridades decidiram manter as medidas de segurança postas em operação para proteger a população da região afetada.
O vulcão, cujo nome no idioma quíchua significa "garganta de fogo", alarmou na véspera a população local ao expelir uma grande coluna de cinza. "Pela mudança de comportamento, o vulcão reduziu sua intensidade. Há menos cinzas", disse Sandro Vaca, técnico de monitoramento do Instituto Geofísico.
A erupção do Tungurahua, situado 130 km a sudeste de Quito, provocou uma abundante chuva de cinzas nas províncias costeiras do país, o que obrigou as autoridades a interromperem as operações do aeroporto de Guayaquil.
O aeroporto previa o reinício dos voos, deslocados para Quito e Manta, às 15h(17h no horário de Brasília), depois de uma limpeza da pista.
A atividade de sexta-feira foi a segunda de maior intensidade vista no vulcão desde outubro de 1999.
Autoridades disseram que cerca de 2,5 mil pessoas foram removidas das comunidades próximas, segundo os planos de emergência do governo. Mas na manhã deste sábado algumas famílias começaram a retornar para suas casas, informou a Secretaria de Risco. O Tungurahua é um dos oito vulcões considerados ativos no Equador.
Fonte: Reuters
Foto: Reuters

Azambuja: largada de touros faz um morto e sete feridos

Azambuja: largada de touros faz um morto e sete feridos 
Bombeiros recordam que todos os anos há vítimas. «São touros bravos, não dão muitas hipóteses» 
A Feira de Maio é uma tradição anual da Azambuja e, a cada ano que passa, registam-se vítimas nas típicas largadas de touros.
Este ano, o certame teve início na quinta-feira e já conta com seis feridos ligeiros, um grave e uma vítima mortal. 
No sábado, um rapaz foi «colhido por um touro numa largada» e ficou ferido com gravidade, de acordo com declarações do comandante dos Bombeiros da Azambuja ao tvi24.pt, tendo sido encaminhado para o Hospital de São José. 
No entanto, a situação mais trágica ocorreu na quinta-feira, primeiro dia de largada de touros, em que José Feijão, de 65 anos, foi colhido e acabou por morrer no Hospital de São José. 
«Ele estava a tentar brincar com o touro, já tinha alguma idade e estava um pouco alcoolizado», explicou o comandante. 
Questionado sobre as medidas que deviam ser implementadas para contrariar o número de vítimas que todos os anos se registam, o comandante referiu que as pessoas não têm os devidos cuidados. 
«Os touros fazem parte da festa e as pessoas não tomam precauções. Chega uma altura em que há também algum álcool à mistura, para não dizer muito. São touros bravos, não dão muitas hipóteses», concluiu.
Fonte: TVI 24 Horas

Homem-motosserra no Parque Villa-Lobos

Homem-motosserra no Parque Villa-Lobos
Passando por oito capitais, o Homem-Motosserra chama atenção para a ameaça das mudanças no Código Florestal, que ruralistas tentam aprovar.
Fonte: Greenpeace/Via Twitter

Gravel batteries offer a solution for renewable energy storage

windturbines
Gravel batteries offer a solution for renewable energy storage 
By Philip Proefrock
 One of the most frequent objections to renewable energy systems is that their production is too variable. But technologies continue to be developed that will allow storage of power generated from wind, solar, and other intermittent renewable sources.
Read full post » Click Here
Fonte: Yahoo! Green/Via Twitter

Animals most threatened by the Gulf oil spill

Brown pelican 
Animals most threatened by the Gulf oil spill 
By Melissa Breyer 
Fragile habitats, endangered species, even our favorite seafoods may be tainted by the spreading oil leak.
Read full post »  Click Here
Font: Yahoo! Green/Via Twitter

Barack Obama and BP warn of risks in oil spill 'open heart surgery'

Deepwater Horizon rig fire
Barack Obama and BP warn of risks in oil spill 'open heart surgery' 
BP's Deepwater Horizon oil rig. After the failure of the 'top kill' repair of the oil leak, BP have admitted that the last-ditch attempt to cut into the pipe is extremely risky 
Under immense pressure to plug its catastrophic American oil leak, BP is preparing for a hazardous last-ditch salvage operation that risks making the gush of crude into the Gulf of Mexico even heavier if its robotic submarines fail in an inch-perfect exercise to cut through a broken pipe a mile beneath the ocean's surface. 
Fonte: The Guardian UK/Via Twitter
Photograph: Gerald Herbert/AP

As nossas florestas estão em perigo!

Caros amigos, 
As nossas florestas estão em perigo!

Deputados ruralistas querem destruir o Código Florestal Brasileiro, liberando o desmatamento de áreas protegidas por lei, especialmente na Amazônia.
Na próxima terça-feira (dia 1 de junho) nossas florestas irão sofrer um ataque perigoso – deputados da “bancada ruralista” estão tentando destruir o nosso Código Florestal, buscando reduzir dramaticamente as áreas protegidas, incentivando o desmatamento e crimes ambientais. 
O que é mais revoltante, é que os responsáveis por revisar essa importante lei são justamente os ruralistas representantes do grande agronegócio. É como deixar a raposa cuidando do galinheiro! 
Há um verdadeiro risco da Câmara aprovar a proposta ruralista – mas existem também alguns deputados que defendem o Código e outros estão indecisos.
Nos próximos dias, uma mobilização massiva contra tentativas de alterar o Código, pode ganhar o apoio dos indecisos. Vamos mostrar que nós brasileiros estamos comprometidos com a proteção ambiental.
Enquanto o mundo todo defende a proteção do meio ambiente, um grupo de deputados está fazendo exatamente o contrário: entregando de mão beijada as nossas florestas para os maiores responsáveis pelo desmatamento do Cerrado e da Amazônia. Eles querem simplesmente garantir a expansão dos latifúndios, quando na verdade uma revisão do Código deveria fortalecer as proteções ao meio ambiente e apoiar pequenos produtores. 
As propostas absurdas incluem: 
* Reduzir a Reserva Legal na Amazônia de 80% para 50% 
* Reduzir as Áreas de Preservação Permanente como margens de rios e lagoas, encostas e topos de morro;
* Anistia aos crimes ambientais, sem exigir o reflorestamento da área;
* Transferir a legislação ambiental para o nível estadual, removendo o controle federal;
Essa não é uma escolha entre ambientalismo e desenvolvimento econômico, um estudo recente mostra que o Brasil ainda tem 100 milhões de hectares de terra disponíveis para a agricultura, sem ter que desmatar um único hectare da Amazônia. 
A proteção das floretas e comunidades rurais dependem do Código Florestal, assim como a prevenção das mudanças climáticas e a luta contra a desigualdade do campo.
Assine a petição para salvar o Código Florestal e depois divulgue! 
Juntos nós aprovamos a Ficha Limpa na Câmara e no Senado. Se agirmos juntos novamente pelas nossas florestas nós podemos fazer do Brasil um modelo internacional de desenvolvimento aliado à preservação. 
Com esperança, 
Graziela, Alice, Paul, Luis, Ricken, Pascal, Iain and the entire Avaaz team

A teoria das janelas partidas

A teoria das janelas partidas
Em 1969, na Universidade de Stanford (EUA), o Prof. Phillip Zimbardo realizou uma experiência de psicologia social. Deixou duas viaturas idênticas, da mesma marca, modelo e até cor, abandonadas em via pública. Uma em Bronx, na altura uma zona pobre e conflituosa de Nova York e a outra em Palo Alto, uma zona rica e tranqüila da Califórnia.
Duas viaturas idênticas abandonadas, dois bairros com populações muito diferentes e uma equipe de especialistas em psicologia social estudando as condutas das pessoas em cada sítio.
Resultou que a viatura abandonada em Bronx começou a ser vandalizada em poucas horas. Perdeu as janelas, o motor, os espelhos, o rádio etc. Levaram tudo o que fosse aproveitável e aquilo que não puderam levar, destruíram. Contrariamente, a viatura abandonada em Palo Alto manteve-se intacta.
Leia mais no Jornal dos Amigos

A última medula dos ossos

A última medula dos ossos 
por Christopher Goulart* 
"Os fins justificam os meios.” Foi a declaração pública de um ex-analista de informações do Dops nas páginas de Zero Hora, ao justificar a tortura, defendendo isso “até a última medula dos ossos”. Ler algo tão revoltante, olhando para a foto de um senhor estampada no jornal, vangloriando-se de seu passado na ditadura militar, ocasiona-me uma profunda reflexão.
Ao que me consta, a sociedade está debatendo punição aos torturadores, revisão da Lei de Anistia, entre tantos pontos polêmicos do Programa Nacional de Direitos Humanos. 
Alguns contrários, outros favoráveis, tudo dentro de uma normalidade democrática. Mas ainda resta dúvida a respeito de a tortura ser um crime de lesa-humanidade; portanto, crime inafiançável?
A ninguém cabe alegar desconhecimento da convenção da ONU contra a tortura, ratificada pelo Brasil em 18 de dezembro de 1989 ou do artigo 5° da Declaração de Direitos Humanos que diz “ninguém será submetido à tortura nem a tratamento ou castigo cruel, desumano ou degradante”. São regras da civilização. Mesmo assim, somos surpreendidos com apoios públicos incondicionais – “até a última medula dos ossos”, que apontam um retrocesso grotesco para a barbárie superada. 
Sugiro ao senhor da foto que leia o artigo de Marcelo Rubens Paiva publicado recentemente em São Paulo, na forma de carta aos militares. Talvez este cidadão reveja seus conceitos. Talvez lembre que o pai do autor desse artigo, esse sim sofreu “até a última medula dos ossos”, torturado e assassinado nos porões da ditadura. A justificativa? Rubens Paiva era relator de uma CPI que investigava dinheiro da CIA para a preparação do golpe. Tornou-se um número a mais dentre os desaparecidos. 
Sou, sim, favorável à revisão da Lei de Anistia, mas respeito opiniões contrárias. Também tenho uma história de vida diretamente ligada ao golpe civil-militar que expulsou minha família de meu verdadeiro país e me obrigou a nascer no exílio. Nem por isso ignoro a liberdade de expressar opiniões divergentes sobre um tema tão polêmico. Mas, com todo o respeito: a pregação aberta da tortura é hoje algo inconcebível para uma humanidade em constante estágio evolutivo. 
*Presidente da Associação Memorial João Goulart
Fonte: Zero Hora - 05 de fevereiro de 2010
Postado por Luiza Estrella

Cientista infectado por vírus informático

Cientista infectado por vírus informático 
Mark Gasson garante que o chip que tem implantado numa mão foi contaminado 
Um cientista britânico diz ter sido infectado por um vírus de computador. Mark Gasson foi contaminado pelo vírus através de um chip que tem implantado há já algum tempo na mão. 
Numa experiência, Gasson demonstrou que é possível que os vírus informáticos se propaguem através de sistemas externos, como chips, afectando o seu funcionamento, informa a BBC. 
O aparelho sofisticado, que o cientista tem implantado, permite-lhe passar por portas com código de segurança ou até mesmo activar o telemóvel. Apesar de extremamente moderno, o chip parece não ser imune aos vírus. 
Perante os resultados, Gasson acredita que a sofisticação destes instrumentos possa ter implicações em aparelhos médicos, como bypass e implantes cocleores - chips colocados em pessoas surdas - correndo-se o risco destes serem contaminados por outros implantes humanos.
Fonte: TVI24

sexta-feira, 28 de maio de 2010

Colômbia és Verde con Antanas Mockus. Vitória dOs Verdes Colombianos é certa!!

Antanas Mockus, candidato do Partido Verde à presidência da Colômbia, participa de passeata em Bogotá
Pesquisas indicam que Mockus e Juan Manuel Santos, ex-ministro da Defesa do presidente Alvaro Uribe, estão tecnicamente empatados nas intenções de voto para as eleições do dia 30 de maio
Contudo, a pesquisa indica que Mockus venceria o segundo turno por 45%, contra 40% de Santos. 
A pesquisa, com margem de erro de 2,8 pontos percentuais, ouviu 1.856 pessoas
Imagens: Portal Terra

Relação entre Bogotá e Brasília não deve mudar após eleições na Colômbia

Os principais candidatos às eleições colombianas Juan Manuel Santos e Antanas Mockus (Foto: AFP)
Relação entre Bogotá e Brasília não deve mudar após eleições na Colômbia 
As relações entre Brasil e Colômbia não devem apresentar mudanças radicais após as eleições presidenciais colombianas, marcadas para o próximo domingo (30).
Segundo analistas consultados por VEJA.com, os dois candidatos favoritos, Juan Manuel Santos (Partido Social da Unidade Nacional) e Antanas Mockus (Partido Verde), se eleitos, vão manter a bem-sucedida política de Álvaro Uribe de combate às guerrilhas, especialmente às Forças Revolucionárias da Colômbia (Farc).
Por isso, os laços com os Estados Unidos - que financiam o combate ao narcotráfico - e com os países da América Latina - que criticam a aproximação com os americanos - tendem a permanecer como estão hoje. 
A disputa eleitoral na Colômbia se tornou mais acirrada nos últimos meses, quando o candidato do Partido Verde passou de azarão, com menos de 1% dos votos, a favorito. A última pesquisa de intenção de votos, divulgada uma semana antes das eleições, mostra empate técnico entre Santos (34%) e Mockus (32%), que devem ir para o segundo turno, no dia 20 de junho.
O candidato do PV, que já foi prefeito de Bogotá por duas vezes (1995 a 1997 e 2001 a 2003), é matemático, filósofo e conhecido pela personalidade excêntrica. Já o representante do atual governo, Juan Manuel Santos, tem um perfil mais conservador. Ex-ministro da Defesa de Álvaro Uribe, ele é considerado o herdeiro político do presidente, que deixa o poder com mais de 70% de aprovação. 
Fonte: Veja.Com

Obama chega a Louisiana para avaliar contenção de vazamento

Obama vistoria estragos provocados pelo vazamento na praia de Fourchon
Obama chega a Louisiana para avaliar contenção de vazamento
O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, chegou nesta sexta-feira a Nova Orleans, no Estado da Louisiana, para uma segunda visita à zona afetada pelo derramamento de óleo no Golfo do México.
Obama vai se reunir com o comandante da guarda-costeira que coordena as operações no local, almirante Thad Allen, e visitará praia onde serão instaladas barreiras para tentar conter a mancha de petróleo, além de reunir-se com o governador da Louisiana, Bobby Jindal.
A viagem de sexta-feira é a segunda de Obama à costa sul dos EUA desde o início do vazamento em 20 de abril, depois da explosão e naufrágio de uma plataforma de petróleo, que deixou 11 mortos.
Obama vai vistoriar a tentativa da British Petroleum (BP) de selar o poço avariado depois de diversos esforços em vão desde o início do vazamento, em abril. Apenas depois de 48 horas a empresa poderá saber se a operação teve êxito, informou nesta sexta-feira o diretor da British Petroleum (BP), Tony Hayward, à emissora americana ABC.

Fotos do maior desastre natural nos EUA

A SITUAÇÃO ATUAL
Imagem de satélite divulgada pela Nasa mostra mancha de óleo (na cor prateada) que se alastra no delta do Rio Mississipi, nos Estados Unidos
Reprodução de vídeo mostra equipamento que tentará fazer a vedação do vazamento de óleo na tubulação
AS CONSEQÜÊNCIAS
Mancha de óleo se espalha pela margem do rio Mississippi
Pássaro morto sujo de óleo é visto na praia de Grand Isle, na Louisiana
Tartaruga morta é vista nas areias da praia de Saint Louis, no Mississipi
Veterinários limpam um pássaro Gannet do Norte sujo pelo óleo acumulado no mar, em Fort Jackson
O DESASTRE



São enormes as manchas de petróleo que vagam no Golfo do México. Sem controle, o óleo jorra do fundo do mar e destrói ambientes e a fauna aquática daquela região americana.
Nosso planeta está em processo de mudança geológica, e a terra está se movendo, quando vulcões explodem em diversas regiões de Gaya, é porque o momento chegou de nos preocuparmos com o futuro.
Fonte imagens: Portal Terra/EFE
Fonte: REDE Os Verdes/via e-mail