sexta-feira, 30 de março de 2012

Écologique Cooperátion Haití - Brésil

Prezados amigos(as) de Os Verdes brasileiros e no exterior. Estamos assumindo um apoio a causa ambiental no Haití, país da América Central, que após anos de sofrimento com guerras, misérias sociais e um terremoto, que abalou gravemente as estruturas habitacionais e da sociedade como um todo (saneamento, lixos, escolas, hospitais, alimentação, acesso a água potável) e diversos outros problemas. Nosso apoio, será virtual e quem sabe um dia, diretamente com nossos novos amigos da Rede Os Verdes. Este projeto de cooperação, visa, através da Blogspera da Internet, permitir o acesso a construção de um blogsite que será alimentado pelos amigos do Haití com informações sobre a realidade a ser atacada, e daqui do Brasil, será enviada idéias, projetos e práticas em forma de vídeos, textos, slides, imagens sobre Habitação Ecológica (permacultura e outras idéias), Saneamento Básico (lixos, esgotos, água), Florestas sustentáveis, alimentação e segurança alimentar, Energias limpas, Agricultura ecológica e orgânica, uso e re-uso de águas da chuva e idéias Verdes que possam contribuir no fortalecimento das ações ativistas destes ambientalistas haitianos. Os resultados serão publicados neste Blog, para servir de enlace de comunicação com estes ativistas. Por este motivo, convido todos aqueles de nossa Rede Os Verdes, que queiram contribuir com esta causa e possam dispor de material ou indicações de links, textos, imagens e projetos que possam ajudar ao Fhevert Front Heritiers Verts do Haití, que enviem para este e-mail: fheverts.blog@gmail.com que serão traduzidos e publicados no Blog: http://fheverts-haiti-bresil.blogspot.com

Um abraços à todos de nossa Rede do Movimento Ambientalista Os Verdes
Saudações!
Julio Wandam
GTCOM/REDE
Coordenador de Os Verdes
Membro da RAARS-Brasil
Moderador REBIA-Sul
Afiliada a APEDeMA/RS

terça-feira, 27 de março de 2012

Por un trago de agua (documental)

“EL FAMATINA NO SE TOCA – EL AGUA VALE MÁS QUE EL ORO”

 “EL FAMATINA NO SE TOCA – EL AGUA VALE MÁS QUE EL ORO” 
La lucha en Famatina por la defensa el agua y en contra de la megaminería contaminante, representada allí por Osisko, se ha convertido en una causa nacional. La firmeza del reclamo de los pobladores y las masivas movilizaciones en todo el país han obligado a la empresa y al gobierno riojano a suspender “momentáneamente” sus trabajos en la zona. Claramente ésto es una victoria del pueblo, pero debe profundizarse hasta conseguir la anulación del contrato y echar para siempre a la megaminería y todo emprendimiento que atente contra el medioambiente y el agua. 
En Famatina, al igual que en varios puntos del país, se reproducen las gestas populares de Gualeguaychú contra las pasteras, de Esquel, de Catamarca y de tantos pueblos que defienden los glaciares, los ríos y la tierra contra una política del gobierno nacional de Cristina Kirchner y de los gobiernos provinciales, de entregar a la megaminería contaminante miles de hectáreas para una explotación depredatoria. 
El masivo rechazo nacional al grito de “Famatina no se toca, el agua vale más que el oro” representa la conciencia popular del valor supremo que tiene el acceso al agua como fuente de vida, para el presente y las generaciones futuras. No apoyar a Famatina es dejar la puerta abierta a un modelo de saqueo, contaminación, privatización y extrangerización del agua que puede propagarse como una plaga en todo el país. 
Por ello, la pueblada en Famatina y Chilecito, es la misma lucha que el pueblo de Loncopue libra en nuestra provincia. Es la lucha de los pueblos originarios por la contaminación de suelos y del agua por parte de las petroleras, como así también la expulsión y corrimiento de los limites de la tierras por estas mismas empresas. Es el reclamo de los vecinos de Neuquén por la falta de agua potable. Aquí se ve como el gobierno prefiere ahorrar, prestando un precario servicio con el EPAS, a costas de la salud de su pueblo. Neuquén tiene caudalosos ríos y sin embargo, en los barrios no hay agua o no es potable. Además los ríos sufren el irresponsable vertido de líquidos cloacales sin tratar y de residuos con metales pesados de las petroleras. 
La responsabilidad de generar tanta destrucción y miseria le pertenece a un sistema agotado que solo puede basar el lucro a partir de generar mayor explotación, miseria y destrucción. Denunciamos a los gobiernos cómplices con las empresas multinacionales que llevan adelante esta politica de saqueo. 
Por otra parte, quieren callar el reclamo del pueblo aplicando la Ley Antiterrorista, con la esperanza de implantar el miedo mediante la persecución, la detención, el procesamiento y el encarcelamiento de pobladores que se expresan por la defensa de un derecho vital como es el agua. Es alarmante que más de 5000 compañeros ya estén procesados en todo el país por esta ley que avanza sobre derechos elementales de las personas y los pueblos. 
- Por la victoria del pueblo de Famatina contra la minera Osisko y los gobiernos que la bancan.
- Sí a la vida y el agua potable, no a la megaminería y la contaminación.
- Fuera la represión. Ninguna causa penal ni persecución a los que luchan. Anulación de la ley antiterrorista.
- Repudiamos en encarcelamiento de luchadores ambientalistas.
- Anulación de la ley que permite el uso de cianuro y otros contaminantes en Río Negro. 

ADHIEREN Y CONVOCAN: 
ATEN Capital- Foperma – FUC – Cehuma – Mov. de jubilados de ATEN – Proyecto Sur – Foro Ciudadano Para la democracia de Neuquen – Libres del Sur – Partido Obrero – UJS – Izquierda Socialista- PTS – PCR – Frente Popular Darío Santillán (FPDS) – Convergencia Socialista – POR – MIR – CEPA – Funden – Agrup. Rosa ATEN – Agrup. Ambar ATEN – Sindicato Ceramista de Neuquén y Alto Valle – Junta Interna Banco Nación – SITEBA – COB La Brecha, Comahue
Fuente: Red Los Verdes/via e-mail

1º Encontro do Projeto RS Biodiversidade

Fonte: REDE Os Verdes/via e-mail

domingo, 25 de março de 2012

Porto Alegre completa 240 anos com diversas atrações

 Porto Alegre completa 240 anos com diversas atrações 
Porto Alegre tem muito que comemorar afinal: completa 240 anos este mês. A cidade vive um momento único. Um tempo de modernidade, de desenvolvimento e de grandes conquistas históricas, como o Metrô e a revitalização da Orla do Guaíba. Para celebrar a data e comemorar esses e outros avanços, será realizada a Semana de Aniversário da cidade, que contará com um diversificada programação gratuita. Um presente para porto-alegrenses e visitantes. 
Entre os dias 24 e 31 de março, Porto Alegre viverá intensamente sua cultura e sua história por meio de shows de música, teatro, literatura, dança, exposições, palestras, cinema, atrações com tecnologia de última geração e muito esporte, com a corrida e a regata de aniversário. Serão mais de 75 horas de cultura – 56 de shows e 19 de teatro e dança -, envolvendo 67 artistas, que farão apresentações solo ou em grupo. 
A festa começa no sábado, dia 24, com show da cantora Maria Rita, que cantará, no Anfiteatro Pôr do Sol, músicas de sua mãe, a gaúcha Elis Regina. No domingo, às 10h, o pianista Arthur Moreira Lima se apresenta no espelho d’água da Redenção. Os artistas gaúchos e porto-alegrenses também são destaque da programação do final de semana. Entre eles estão:  Tonho Croco, Júpiter Maçã, Hermes Aquino, Shana Muller, Delicatessen, Nei Van Soria, Acústicos e Valvulados, Fernando Noronha e Black Soul. Assim como, nomes de fora do estado, Jorge Mautner e Nelson Jacobina. 
Pela primeira vez será realizada em Porto Alegre, nos dias 26 e 28, uma projeção 3D mapeada, mostrando, no Largo Glênio Peres, a Porto Alegre do futuro. A partir das 20h, a fachada do Mercado Público será a tela gigante desta atração. No dia 26, também haverá, no Largo, show de humor com o Guri de Uruguaiana e atrações musicais, a partir das 18h. Nos dias 27 e 28, será a vez de, Eron Felipe e Celso Santana, F.A.B.Ã.O, André Damasceno e Catuípe. 
No dia 26, também será lançada a exposição “Especiais sim, diferentes, não”, no Mercado Público, contando a história de animais que aguardam adoção. Nos dias 28 e 29, haverá o concerto da Orquestra Villa Lobos na escadaria da Igreja das Dores. 
No dia 31, ocorrerá o Baile da Cidade na Redenção, que trará uma atração especial: a Banda da Cidade se apresentará ao lado de artistas que cantaram a capital dos gaúchos como Nei Lisboa, Cigano, Lourdes Rodrigues, Kleiton e Kledir e Isabela Fogaça. 
Portoalegre.travel divulgará diariamente os detalhes da programação da 53ª Semana de Porto Alegre. Aguarde e confira.
Mais informações na Agenda Cultural do portal.

'Nós sabíamos' - Filme sobre o Futuro em 2057

 'Nós sabíamos'
Filme de ficção produzido pelo Greenpeace para alertar a população sobre o que pode acontecer com a Terra caso nada seja feito para combater o aquecimento global.

La Amazonia Brasileña ha perdido 700.000km2 en cuatro décadas

La Amazonia Brasileña ha perdido 700.000km2 en cuatro décadas 
Greenpeace reclama una solución definitiva para impedir la destrucción de los últimos bosques primarios del planeta 
La Amazonia es el bosque primario más grande que queda en el planeta y alberga más biodiversidad que cualquier otro sitio de la Tierra. Sin embargo, este maravilloso y único bosque tropical se encuentra atrapado entre dos fuerzas destructivas: la deforestación y el cambio climático. 
En las últimas cuatro décadas, solo en Brasil, la Amazonia ha perdido una quinta parte de su superficie (unos 700.000 km2), lo que representa un área más grande que toda Francia. Si la tasa de deforestación sigue a este ritmo, la Amazonia podría desaparecer dentro de 50 años. Hasta el momento se estima que se ya se ha perdido cerca del 18% de la selva amazónica.
Brasil ocupa el cuarto lugar en el ranking de países emisores de gases de efecto invernadero (GEI), lo que le convierte en un país clave para la lucha contra el cambio climático. El 75% de estas emisiones de GEI brasileñas proceden de la deforestación. 
"Urge encontrar una solución permanente y definitiva para salvar los últimos bosques primarios del planeta, especialmente la Amazonia, que en la actualidad se enfrenta a grandes amenazas. Nos acercamos peligrosamente a lo que podría ser un punto de no retorno y de perder la oportunidad de salvar uno de los bosques más importantes de nuestro planeta", ha afirmado Luís Ferreirim, responsable de la campaña de Agricultura y Bosques de Greenpeace España. 
La expansión de la frontera agrícola (cultivo de soja y ganadería) son las principales causas de la deforestación, problema que va precedido por la tala legal e ilegal con destino a la industria maderera. 
Los datos más recientes muestran que en los últimos tres años la tasa de deforestación ha ido decreciendo (1). El éxito en la lucha contra la deforestación es debido a un conjunto de medidas políticas y de gobernanza como son: un mayor control por parte del gobierno brasileño, una mayor implicación de las autoridades judiciales, la ampliación y mejora de las áreas protegidas, las operaciones policiales y la lucha contra la corrupción, así como el éxito de las iniciativas de la sociedad civil, entre las que se encuentran las campañas de Greenpeace. 
Pero hay nuevas amenazas. El actual debate sobre la reforma del Código Forestal en Brasil pone en evidencia la fragilidad de la gobernabilidad en la Amazonia y lo importante de incidir en su protección. El nuevo código pone en riesgo millones de hectáreas, incluso antes de ser aprobado. A pesar de que la deforestación ha ido decreciendo, en abril de 2010 se produjo un repunte de la deforestación en Mato Grosso, con un aumento del 800% con respecto al año pasado. 
"Solo hay una solución para la Amazonia y se llama Deforestación Cero", ha concluido Luís Ferreirim. 
Greenpeace trabaja con el objetivo de acabar con la deforestación en la Amazonia en el 2015 y de forma global para el 2020. 

Ruralistas ameaçam boicotar votação da Lei da Copa

Ruralistas ameaçam boicotar votação da Lei da Copa 
A intenção do Palácio do Planalto em adiar a apreciação do Código Florestal na Câmara dos Deputados ameaça atrapalhar a votação da Lei Geral da Copa na Casa, prevista para hoje. A bancada ruralista, composta majoritariamente por deputados da base da presidente Dilma Rousseff, manteve ontem a aliança com a oposição para não deixar que o Código vá a plenário apenas após a conferência ambiental Rio+20, em junho, como deseja o governo. 
“Queremos votar o Código. Pode ser antes ou depois da Lei da Copa. Mas queremos a garantia de que ele será votado”, disse o deputado Valdir Colatto (PMDB-SC). “Queremos votar os dois projetos, mas o governo não sinaliza uma data para votar o Código. O resultado é uma grande obstrução no plenário”, declarou o líder do DEM, ACM Neto (BA). 

Cinismo e/ou Água Contaminada?

 Cinismo e/ou Água Contaminada?
Oportunismo mesmo! Nada melhor que ir pros estrangeiros, usar dinheiro público pra isso, defender proposta privada de um determinado grupo da sociedade burguesa brasileira e minar o Código Florestal Brasileiro, no qual legisla também para a proteção das águas! 

Kátia Abreu diz ter apresentado proposta de APP mundial no Fórum da Água, na França 
A senadora Kátia Abreu (PSD-TO), em discurso nesta terça-feira (20), explicou a proposta que a Confederação Nacional da Agricultura e Pecuária (CNA), a qual preside, apresentou no Fórum Mundial da Água, realizado na semana passada na França: a criação de Áreas de Proteção Permanente (APPs) em todos os países do mundo. 
Segundo explicou a senadora, a iniciativa tem por objetivo propor um debate em nível mundial sobre a proteção das nascentes, de margens de rios e das áreas de recarga dos aquíferos que, no Brasil, formam as APPs. São áreas frágeis, de preservação obrigatória, das quais depende o bom funcionamento do ciclo hidrológico. No fórum, disse Kátia Abreu, foi possível observar que se discute muito a democratização ao acesso da água, mas não a proteção dessas fontes. 
- Nossa proposta de APP mundial, de preservação das matas ciliares, vem preencher essa lacuna. Agora vamos discutir os dois pilares: a gestão da água a distribuição, a democratização dela, mas principalmente a fonte de água, a proteção, o gerenciamento, a administração da fonte de água, na nascente, no rio e no aquífero subterrâneo – afirmou. 
Para Kátia Abreu, a proposta apresentada pela CNA – a primeira entidade de produtores rurais filiada ao Conselho Mundial da Água no mundo – não é nenhuma espécie de revanchismo ou hipocrisia, mas sim “ambientalismo com consciência, e não com paixão”. 
Na opinião da senadora, é importante mostrar para todo o mundo o trabalho de proteção das APPs que os produtores também fazem, já que são áreas intocáveis. Por esse esforço, os 12% da água doce do mundo, que estão em rios e lagos brasileiros, estão bem protegidos, disse a senadora. 
Fonte: Agencia Senado/via Blog do CEA

Grande massa de água profunda e fria está desaparecendo misteriosamente

Grande massa de água profunda e fria está desaparecendo misteriosamente
A água mais fria que flui ao redor da Antártica, no Oceano Antártico, está desaparecendo misteriosamente a um ritmo elevado ao longo das últimas décadas.
Esta massa de água é chamada Água Antártica de Fundo, e é formada em alguns locais distintos onde a água do mar é esfriada pelo ar e mais salgada pela formação de gelo (que deixa o sal na água descongelada). 
A água fria e salgada é mais densa que a água em torno dela, fazendo-a descer ao fundo do mar onde se espalha para o norte, enchendo a maior parte do oceano profundo em todo o mundo conforme lentamente se mistura com águas mais quentes acima dela. 
Correntes do oceano profundo do mundo todo desempenham um papel fundamental no transporte de calor e carbono ao redor do planeta, o que ajuda a regular o clima da Terra. 
Estudos anteriores indicaram que esta água profunda tornou-se mais quente e menos salgada ao longo das últimas décadas. 
Agora, um novo estudo revelou que significativamente menos água desse tipo se formou durante este tempo também.
Oceanógrafos analisaram dados de temperatura coletados entre 1980 e 2011 a intervalos de 10 anos por um programa internacional de pesquisas oceanográficas no Oceano Antártico. 
Eles descobriram que Água Antártica de Fundo foi desaparecendo a uma taxa média de cerca de 8 milhões de toneladas por segundo ao longo das últimas décadas. 
O que está causando a redução e o que ela significa são coisas que os pesquisadores ainda não sabem. “Não temos certeza se a taxa de redução é parte de uma tendência de longo prazo ou de um ciclo”, disse o coautor do estudo, o oceanógrafo Gregory C. Johnson. 
Alterações na temperatura, teor de sal, oxigênio dissolvido e dióxido de carbono dissolvido dessa massa de água proeminente tem implicações importantes para o clima da Terra, incluindo as contribuições para o aumento do nível do mar e taxa de absorção de calor da Terra. 
“Precisamos continuar a medir a profundidade dos oceanos, incluindo as águas profundas do oceano, para avaliar o papel e a importância que essas mudanças desempenham no clima da Terra”, disse Johnson.

Ilha do Pacifico será abandonada por causa de elevação do nível do mar

 Ilha do Pacifico será abandonada por causa de elevação do nível do mar 
A nação Kiribati, conjunto de ilhas no oceano Pacífico, já começou negociação para comprar terras em Fiji. O objetivo é mover sua população de 113 mil habitantes para lá, já que o aumento do nível do mar está acabando com suas plantações e reservatórios de água potável. Essa pode ser a primeira realocação de um país por motivos climáticos. 
Alguns dos 32 atóis de coral de Kiribati já estão desaparecendo. Eles ficam na altura da linha do equador, em uma área de 3,5 milhões de quilômetros quadrados de oceano. A área total de terra é de 811 quilômetros quadrados, e sua altitude média é de menos de dois metros acima do nível do mar. Tarawa, conjunto de ilhotas, é o centro administrativo e região onde se concentra a maioria da população do país. 
Anote Tong, presidente de Kiribati, conta que já entrou em contato com o governo de Fiji para comprar até dois mil hectares de terra. “Essa é a última alternativa, não podemos fazer mais nada. Vamos ter que nos mudar quando as marés alcançarem nossas casas e vilarejos”, lamenta. O presidente conta que os efeitos do clima são uma batalha diária para sua população, e que planeja enviar primeiro à Fiji um grupo de trabalhadores habilidosos, para que eles possam se integrar com mais facilidade à população do país. A intenção é que os imigrantes sejam vistos como uma contribuição valiosa para a economia de Fiji. 
“Não queremos que 100 mil pessoas de Kiribati se mudem para Fiji de uma vez só. Eles precisam encontrar emprego como imigrantes habilidosos, como pessoas que têm seu lugar em uma comunidade, e não como refugiados ou cidadãos de segunda classe”, argumenta Tong. Seu governo lançou um programa de “educação para migração”, para que sua população se mostre atraente como migrantes.
Os jovens do país estudam na Universidade do Pacífico Sul, e já estão preparados para se desprenderem de seus vilarejos natais. Alumita Durutalo, professor da universidade, diz: “Eles já estão se preparando muito bem. Já educaram seus jovens para serem capazes de viver em qualquer lugar em que queiram ir”. Alguns i-Kiribati, como a população é conhecida, têm preocupações em relação à sobrevivência de sua cultura em novo território, especialmente se aqueles que se mudarem primeiro forem os jovens. 
“Precisamos que a comunidade internacional crie urgentemente um pacote de medidas para lidar com as necessidades de países que passam pela mesma situação de Kiribati”, alerta Tong. 
Fonte: SMH/REDE Os Verdes

Stobski piramidi Blagoevgrad Kyustendil Bulgaria

Stobski piramidi Blagoevgrad Kyustendil Bulgaria 

Piramidele de lângă sătucul Stob (județul Kyustendil, zona Blagoevgrad), cunoscute în bulgară drept Stobski piramidi sunt printre dintre cele mai populare fenomene din Bulgaria, alături de Stâncile din Belogradchik şi Piramidele din Melnik. Piramidele lui Stob se află în partea de est a muntelui Rila. Înalţimea medie a turnuleţelor este între 7 şi 10 metri, cele mai înalte având în jur de 12 metri şi puţin. Cel mai bine se disting piramidele de pe partea nordică a dealului, fiind în număr mai mic. Cele mai multe formaţiuni fiind pe partea stângă a dealului, unde sunt mult mai micuţe şi mai înghesuite.

Cum se ajunge în Stob? Drumul până la Sofia probabil vă este foarte cunoscut. De acolo, se urmează drumul către Grecia, mai precis direcția Blagoevgrad, dar până să ajungeți în Blagoevrad, apare o intersecție unde virați către Kocherinovo, mai precis mergeți înspre mănăstirea Rila. Al doilea sătuc de pe acel drum este Stob. Eu am trecut prin el acum vreo 2 ani și ceva, dar din păcat nu știam ce frumusețe se ascunde după dealuri.

Există şi o legendă care povesteşte despre apariţia piramidelor şi legenda spune că în urmă cu mulţi ani.. aici era defapt o vale, unde se adunau toţi sătenii cu ocazia vreunei nunţi (sau alt eveniment important) şi se veseleau. Şi acolo în sătuc erau doi tineri îndrăgostiţi, care doreau şi ei să se căsatorească, dar din păcate.. mama fetei nu dorea acest lucru. Cu toată această împotrivire, fata şi iubitul ei au decis totuşi să facă nunta. Când mama fetei află de izprava lor, fuge în câmpie unde urma să se oficieze ceremonia, face o cruce şi blesteamă locul, ca în momentul când fata își va săruta socrul, toți invitații să se transforme în stană de piatră. Apoi a venit și ziua cea mare, când toți s-au dus în câmpie, iar în momentul când socrul s-a aplecat să o sărute pe fată pe frunte, toți cei prezenți s-au transformat într-o pădure pietrificată. Și se spune că acesta ar fi fost începutul acestor dealuri cu forme unice. 

Mai sunt și alte legende care povestesc această istorie, doar că în altă formă. Cum că mirii erau dintr-un alt sat din zonă și că veneau înspre Stob pentru a își oficia ceremonia în bisericuța de aici, doar că pe traseu mirele a fost foarte vrăjit de aleasa sa și în timp ce urca pe dealul către Stob a sărutat-o, astfel toți transformându-se în forme împietrite. 

Deasupra satului se mai văd și azi câteva rămășițe ale unei vechi cetăți, din care a mai rămas o bucată de turn și o fereastră. Turnul era numit *Petrova Kula* sau Turnul lui Petruși se crede că acest nume venea de la Țarul Petăr din legendele cu Ivan Rilski. E destul de greu de ajuns lângă ruine datorită terenului destul de accidentat. Livada de sub cetate, purta numele de Saray pe vremuri.

Panorama urcând către piramide.
Autoarea fotografiilor, prietena mea Ewelina (Polonia). Excursie organizată de oamenii faini de la ESN Sofia (Erasmus Student Network) care îi plimbă pe Erasmusi prin locuri superbe în fiecare an.
Drumul către satul Stob, privind puțin în urmă. Din fericire drumul e ușor, pe traseu fiind destul de puține pante mai abrupte. E o plimbare plăcută, mai ales într-o zi călduroasă de toamnă.
Pe la jumătatea traseului, privind către vale. Probabil este valea menționată atât de des și în legende. Un mic delușor cu foarte puține formațiuni pe el.
Privind în depărtare și admirând valea.
Deja mai urcasem puțin. Iar drumul către orașel părea din ce în ce mai lung. Dar mândria că ajunsesem până acolo era mare. Încăăă puțin!
La scurt timp după, asta e panorama de care vă puteți bucura. Micuțele și umitoarele piramide din Stob pentru care ați înfruntat pantele. Dar la cât de fain arată, parcă efortul nu se pune, nu-i așa?
E interesant că fenomenul e prezent aproape în fiecare țară balcanică (Ro, Bulgaria, Serbia și Turcia). E interesant de văzut pe unde mai putem vedea așa ceva.
Piramidele de diverse forme și mărimi.
Se pare că unii nuntași erau mai înalți și mai bine făcuți decât alții.
O zonă pe unde este bine să ai cât de cât grijă pe unde calci. Mai ales dacă solul este predispus alunecărilor. Eu vă recomand să nu mergeți foarte aproape de margine.
O privire către drumul de întoarcere.
M-am bucurat să văd că pe o parte a traseului au început să instaleze niște gărdulețe de protecție. Eu sper să pună și altele pe viitor pentru a evita anumite incidente.
Piramide mai micuțe. Puțin mai ascunse.
Ajunși în vârf. Panorama era incredibilă. Nu doar piramidele îți făceau cu ochiul ci întreaga zonă. Mai ales că din depărtare munții Rila îți zâmbeau cu drag. Parcă te îmbiau să mai stai.
O ultimă privire aruncată către superba zonă. Din ce am observat, nu este un obiectiv turistic foarte cunoscut nici printre bulgari. Sau cel puțin nu încă.
Drumul de întoarcere către sătuc și autocar. Dacă doriți să vedeți și alte locuri cu fenomene similare, atunci vă recomand să mergeți fie în Melnik, să vedeți piramidele de acolo, fie în Serbia în micul Djavolja Varoș, în apropiere de granița cu provincia Kosovo. Cel puțin acestea sunt zonele cu formațiuni de acest gen. 
Iar pe plaiurile mioritice, e frumos să opriți la Costești (județul Vâlcea) unde încă vă puteți bucura de frumusețea Trovanților. Un fenomen foarte interesant, dar nu foarte cunoscut. 
Under Creative Commons License: Attribution Non-Commercial

sábado, 24 de março de 2012

THE WALL - O FILME - ( Alan Parker ) 1982 - Legendado Portugues

No final, você é apenas 
outro tijolo no muro.
 Assistam filme completo, alta qualidade de som e imagem
 PINK FLOYD - THE WALL 'O FILME'