.

.

sexta-feira, 26 de junho de 2009

EDITORIAL

Audiência Pública: Ruralistas perdem força

Evento organizado pela Assembléia Legislativa em 25 de junho foi marcada pela tática de reunir centenas de pequenos agricultores que vieram de ônibus fretados pelas entidades que estão contra o Código Florestal brasileiro. O divisor de águas ficou por conta de poucas dezenas de ambientalistas presentes que mostraram em suas manifestações que existe "algo que não cheira bem no Reino dos agro-dinos" e que a produção de alimentos é bem mais lucrativa do que a soja para exportar e alimentar o gado europeu e americano, as custas das florestas e biodiversidade da Amazônia, do Cerrado e da Caatinga brasileira. Mais uma vez, se ouviu discursos sofistas dos políticos, carregadas de jactâncias nunca antes vistas, propondo a modificação nas leis ambientais consolidadas no Brasil a mais de 30 anos, visando ampliarem seus lucros e ficarem impunes pelos crimes ambientais cometidos. Se estivéssemos em uma sociedade séria e com capacidade de prever e organizar o futuro, seríamos aquele "país do futuro" que tantos apregoavam anos atrás e não estaríamos colocando a humanidade em risco com atitudes erradas contra nós mesmos. Se a sociedade mundial tivesse consciência clara do que ocorre aqui no Brasil, entenderia que a luta dos ambientalistas é justa e precisa de apoio para evitarmos a HECATOMBE que se aproxima.

Nenhum comentário: