sábado, 16 de fevereiro de 2013

Meteoro na Rússia causa 514 feridos

Meteoro na Rússia 
causa 514 feridos
Danos materiais em seis cidades da região dos Urais. Não há relação com o asteróide que vai passar perto da Terra. Um meteoro entrou nesta sexta-feira na atmosfera, na região dos Urais (Rússia), causando 514 feridos, 112 dos quais estão hospitalizados, segundo a agência russa Interfax, citando o Ministério das Situações de Emergência.
A zona mais afectada fica perto da cidade de Cheliabinsk, a leste dos montes Urais. O estado de emergência foi declarado em três distritos da região, noticiou a agência. Entre os feridos estão, segundo a Itar-Tass, 82 crianças.
A Interfax diz que um total de 725 pessoas tiveram de receber assistência.
Uma fonte do Ministério do Interior russo citada pela AFP refere estragos materiais em seis cidades. A agência RIA Novosti diz que foram atingidas três regiões da Rússia e do vizinho Cazaquistão. "Informações verificadas indicam que foi um meteoro que se incendiou quando se aproximou de Terra e se desintegrou em pequenas partes", disse Elena Smirnykh, do Ministério das Situações de Emergência, citada pela RIA Novosti.
Segundo a agência espacial russa, Roscomos, deslocava-se à velocidade de 30 quilómetros por segundo. A Roscomos informou que é difícil prever este tipo de ocorrência. "Segundo a informação disponível, o objecto não foi registado pelos sistemas de observação espacial russo ou estrangeiros devido às características especiais da sua movimentação.
A entrada destes objectos na atmosfera é acidental e difícil de prever."
No site do Ministério da Defesa russo foi publicada uma foto que mostra duas colunas de fumo, sobre uns edifícios, e que testemunham a passagem do meteoro. Nas agências de notícias há imagens semelhantes, bem como de estragos materiais provocados por este objecto celeste, como vidros partidos num pavilhão desportivo. O governo diz que não há danos nas unidades militares existentes na região.
Os prejuízos materiais terão sido provocados sobretudo pelas ondas de choque de uma explosão, audível em vários vídeos que captaram a ocorrência. Vários edifícios ficaram com vidros partidos e coberturas danificadas.
Testemunhas na cidade de Cheliabinsk ouvidas pela Reuters dizem ter visto, às primeiras horas da manhã, objectos brilhantes a caírem do céu. Ouviram estrondos, sentiram edifícios a abanar e os alarmes de carros dispararam na mesma altura.
"Definitivamente não foi um avião [em queda]", disse um responsável da protecção civil, ouvido pela agência Reuters, pouco depois da ocorrência. "Estamos a tentar reunir informação e não temos, até agora, qualquer dado sobre mortes." No Youtube há diversos vídeos filmados a partir de carros em movimento que mostram claramente o voo de um objecto muito luminoso, a grande velocidade, e que provoca um grande clarão, deixando um rasto de fumo à passagem. Num dos vídeos vê-se ainda o que parece ser a desintegração desse objecto em partículas mais pequenas.
Leia mais em Público.Pt

Nenhum comentário: