sábado, 27 de março de 2010

A Canoas do PT na Contramão da História

A Canoas do PT na Contramão da História
Por José Truda Palazzo Jr.
A destruição irreversível do bosque centenário da Villa Mimosa, para atender a interesses de uma megaempresa amigada com o Prefeito Jairo Jorge, nada mais é do que o PT trazendo para nossa cidade a sua nefasta e retrógrada visão de “pogreço” a qualquer custo, mas cujos lucros são privados e concentrados em firmas milionárias cujos interesses nada têm a ver com o dos cidadãos.
Um mínimo de respeito à qualidade de vida dos canoenses – que somos obrigados a agüentar um dos piores níveis de poluição do ar na cidade do segundo maior PIB do Estado – seria capaz de fazer qualquer administrador medianamente alfabetizado optar por uma negociação que levasse em conta o interesse da coletividade, e não o lucro privado de quem nunca contribuiu nada para Canoas.
Não foi assim, e vimos repetido aqui o que o Partido de Jairo Jorge vem fazendo no Brasil inteiro, enterrando qualquer chance de que alcancemos um desenvolvimento verdadeiramente sustentável e que respeite os direitos das pessoas.

É assim que não temos uma política energética voltada para a racionalidade e as energias alternativas, porque o PT vive de deitar-se com os empreiteiros que constroem obras faraônicas como hidrelétricas e termelétricas gigantes; não temos um trânsito organizado e coletivo, porque o PT favorece os construtores de “soluções” fajutas mas sempre caras e os fabricantes de carros privados, e dane-se o trabalhador que precisa de transporte coletivo; e não temos qualidade de vida nas cidades administradas por petistas como Jairo Jorge porque o papinho-goiaba de “esquerda” cede lugar, sempre, ao interesse privado de quem tenha cacife para financiar campanhas eleitorais futuras, restando ao povo assistir à derrama criminosa de dinheiro público em festas e eventos inúteis, para ver se esquece o horror de viver numa cidade cada vez mais cinza, suja e desgraçada pela mão maldita de seus maus gestores.
José Truda é
Consultor em meio ambiente, jardineiro e escritor, detentor dentre outros prêmios ambientais do título de Protetor do Verde Público outorgado pela Prefeitura Municipal de Porto Alegre em 1984.
Fonte: REDE Os Verdes/via e-mail

Nenhum comentário: