quarta-feira, 11 de agosto de 2010

Grupo asiático acusa Brasil de ter matado 300 mil tubarões

 Grupo asiático acusa Brasil de ter matado 300 mil tubarões
Segundo o grupo de ambientalistas, uma empresa brasileira teria matado as criaturas para atender à demanda por sopa de nadadeira de tubarão na Ásia.
Depois disso o Instituto de Justiça Ambiental brasileiro acusou o exportador de frutos do mar Siglo do Brasil Comércio de matar ilegalmente cerca de 300 mil tubarões. De acordo com as autoridades, a matança pode ter danificado nosso ecossistema – já que os tubarões estão no topo da cadeia alimentar.
E o pior: os tubarões eram jogados novamente no mar depois de terem suas nadadeiras retiradas – pouco se aproveitava de sua carne e, normalmente, o animal ainda está vivo quando retorna ao mar.
A separação das nadadeiras das carcaças dos tubarões para o comércio é contra a lei no Brasil. No entanto, o alto preço que restaurantes asiáticos pagam pela iguaria encorajam comerciantes a matar os peixes ilegalmente.
Em maio o Ministério do Meio Ambiente já havia feito buscas nas instalações da Siglo do Brasil e encontrou nadadeiras de tubarão sem documentação que explicasse sua origem.
O valor da multa que a exportadora terá que pagar está estimado em 790 mil dólares. Segundo o Instituto de Justiça Ambiental, os tubarões eram mortos na costa Nordestina e exportados através de portos no Rio Grande do Sul.
 
Imagens: A Natureza Grita
Fonte: BBC

Nenhum comentário: