quarta-feira, 1 de setembro de 2010

Lula se diz feliz por ver nordestinos 'trocando jumentos por motos'

Lula se diz feliz por ver nordestinos 'trocando jumentos por motos' 
Após trago, Burro e Dono dormem
O presidente Lula disse na sexta-feira, em Caruaru (a 136 quilômetros de Recife) que "políticos de duas caras" tentaram mas não conseguiram realizar obras importantes para o Nordeste, como a transposição das águas do rio São Francisco, iniciada no seu governo. "Tinha presidente que dizia que ia fazer, mas a Bahia era contra. Então ele chegava e dizia que era contra. O Ceará era favorável, e no Ceará ele dizia que era favorável. Ou seja, tinha um monte de políticos de duas caras que nunca conseguiu fazer", declarou ele. 
Jumentos são perigo nas rodovias
Em discurso para estudantes em uma escola técnica federal, Lula afirmou ainda que, apesar de não ter diploma universitário, entrará para a história como o presidente que mais fez universidades no Brasil.
No seu Estado natal, e na região onde conquistou maior apoio político no País, Lula defendeu a valorização do nordestino, falou do seu passado de retirante e ainda fez piadas de si mesmo. "Nós não queremos ser tratados mais como a parte inferior deste País", afirmou.
Jumento atropelado mata em estradas
"Nordestino não é menos do que ninguém", declarou, afirmando depois não considerar "justo que alguns tenham água gelada na geladeira e outros tenham que buscar" em açudes. "Talvez um dia a ciência vá provar que o fato de eu não ter pescoço é por carregar pote d'água na cabeça com dez anos de idade", disse ele. Lula continuou. Disse que, ao sair de Pernambuco, suas pernas "eram da grossura desse dedo e a barriga era assim grande":
Animais abandonados nas estradas
"Eu pensava que era gordura. Era verme. E, hoje, eu estou aqui, bonitão e presidente da República deste País graças à persistência".
Lula disse aos estudantes que "não há nenhuma razão para que o jovem fique desmotivado" a estudar e afirmou que a educação é o caminho da independência, principalmente para a mulher. Para o presidente, uma das consequências mais "fantásticas" do desenvolvimento nordestino é saber que "o povo está trocando o jumentozinho por uma moto".
Leia mais no VIDEVERSUS

Nota de Os Verdes de Tapes:
No ano de 2007, realizamos ação política junto ao Governo do Ceará, que através do Chefe do Gabinete do Governador Cid Gomes, recebeu informações e imagens sobre o grave crime aos animais domesticados, que estavam sendo abandonados por seus donos após a compra de motos. O fato é que os jumentos e burros, que ficavam sem comida, acabavam vagando pelas estradas, causando uma série de acidentes com vítimas que ceifaram diversas vidas humanas.
Como resposta do Gabinete do Governador, foi nos informado que seriam tomadas as atitudes necessárias para acabarem com os "campos de concentração de burros" que estavam sem água e comida, morrendo a míngua e sem assistência de veterinários. Após, recebemos do Coordenador da Polícia Rodoviária Estadual do Ceará, informes das ações que estavam sendo realizadas para dar maior dignidade aos jumentos.
Estranhamos agora, as declarações de "alegria" de nosso Presidente, sendo que a realidade persiste de grave violação dos direitos animais e o direito a segurança nas estradas para os contribuintes daquele Estado, assim como os demais do Nordeste que construiram suas economias no lombo dos burros, mas que agora rejeitam estes animais para andarem em motos, sem capacete, com mais de dois ocupantes, sem equipamentos e sem juízo, causando danos as vidas alheias e de suas famílias.

Nenhum comentário: