sábado, 26 de novembro de 2011

Em vídeo, atores e atrizes alertam para a necessidade de parar a hidrelétrica Belo Monte

Em vídeo, atores e atrizes alertam para a necessidade de parar a hidrelétrica Belo Monte
Mostrar que a construção da Usina Hidrelétrica de Belo Monte, no leito do rio Xingu, no Pará, é uma loucura, foi o objetivo do Movimento Gota D’água ao criar um vídeo deconscientização que está rodando as redes sociais. O vídeo, estrelado por 19 atores e atrizes – bastante conhecidos entre o público brasileiro – é uma conversa, uma explicação clara sobre o que é Belo Monte e sobre os problemas que a construção do mega-empreendimento poderá causar.
No site do Movimento Gota D’água (http://www.movimentogotadagua.com.br) é possível assistir à produção de cinco minutos e assinar uma petição que pede à presidenta Dilma Rousseff e ao presidente da Câmara dos Deputados Marco Maia empenho para evitar um desastre ambiental de proporções gigantescas.
A petição, disponível em http://movimentogotadagua.com.br/assinatura, pede que seja dada atenção aos argumentos dos povos do Xingu e às explicações dos técnicos e ambientalistas envolvidos na busca de soluções efetivas para um desenvolvimento sustentável. Pede ainda o fim “dos discursos ambientalistas de palanque” e, em especial, a interrupção imediata das obras de Belo Monte.
Até o momento, 1.080.943 pessoas já assinaram. Além de fazer sua parte firmando a petição, os protagonistas do vídeo pedem que ele seja passado para dez amigos. Após conseguir ultrapassar um milhão de assinaturas o próximo passo é entregar o documento à presidenta Dilma.
Em entrevista à Adital, Luciana Azambuja esclareceu como surgiu a iniciativa. “O Movimento Gota D’ Água surgiu da necessidade de transformar indignação em ação, mostrar que o bem é um bom negócio e envolver a sociedade brasileira na discussão de grandes causas que impactam o nosso país. O vídeo “É a gota d’água+10”, dirigido por Marcos Prado e com a participação espontânea de 20 atores, surgiu quando Sergio Marone assistiu o vídeo do Leonardo DiCaprio – Vote+5- convocando os americanos a tirar o registro para ter o direito de votar”.
Apesar de almejar atingir grande parcela da população brasileira, Luciana disse que não imaginavam que a repercussão seria tão intensa. A campanha já atingiu mais de quatro milhões de internautas e continua sendo twitada e curtida nas redes sociais. “Apostávamos que a campanha fosse comover, mas não imaginamos que haveria esse impacto, com tanta velocidade e desta forma tão vertiginosa. A repercussão é consequência desta comoção e só nos enaltece. Vamos em frente”, assegura Luciana.
Além do vídeo e da petição, o Movimento está organizando ações como o debate realizado ontem (24), ao vivo, pelo site, com a presença de especialistas na área de gestão de energia. O foco foi a discussão da ausência de políticas energéticas consistentes no Brasil e afala (http://www.youtube.com/watch?v=n2Qug_MB4TQ) da ministra do Planejamento, Miriam Belchior, e do Ministro de Minas e Energia, Edson Lobão, que rebateram o vídeo do Movimento assegurando que os povos indígenas serão retirados de suas terras e que o Parque Nacional do Xingu não será alagado.
Gota D’Água
O Movimento Gota D’Água, idealizado pela atriz e apresentadora Maria Paula, quer chamar a atenção da população para as causas ambientais por meio das ferramentas e dos novos meios de comunicação, como as redes sociais. A partir da escolha do tema ‘planejamento energético’, Belo Monte, a obra mais polêmica do Plano de Aceleração do Crescimento (PAC) foi eleita para empreender o debate. O Movimento Gota D’Água conta com o apoio do Movimento Xingu Vivo para Sempre e da ONG Humanos Direitos. “O Movimento apoia soluções inteligentes, responsáveis, conscientes e motivadas pelo bem comum”.
Fonte: REDE Os Verdes/via e-mail

Nenhum comentário: