terça-feira, 19 de janeiro de 2010

Fedorentos do Mundo venham a Caieiras, estamos de braços abertos para recebe-los!

Fedorentos do Mundo venham a Caieiras, estamos de braços abertos para recebe-los!

Cheiro de peixe podre é perfume perto do cheiro do lixão.
Que venham os fedorentos, poluidores, criminosos contra o meio ambiente e todos aqueles que desejem dar uma ferradinha a mais no povão, serão bem vindos nesta Cidade que possui um dos maiores lixões do mundo, vendido como “ centro de tratamento de resíduos” e “comprado” pelo ex-prefeito NEVIO DARTORA e os vereadores da época: AFDÓQUIA CHAIB FERREIRA NEVES, ANTONIO ROMERO POLLON, DANIEL MARCOLINO DA CRUZ, JESUÍTO GUEDES DOS SANTOS, JORGE PEREIRA DE ARAÚJO, JOSÉ SOARES, JOSÉ VICENTE FILHO, MARIA JOSÉ DE MELLO MANZANARES, MARLI ROMA AGUSTINELLI, NELSON URTADO e PAULO DO CARMO MONTEIRO autores da Lei n.nº. 2676, de 10 de dezembro de 1996.

Hoje domingo depois das 14 horas o nauseante odor do lixão da Essencis brindou a Cidade toda, há notícias de crianças e idosos sendo encaminhados a pronto socorro com problemas respiratórios, mas se perguntado ao atual Prefeito quais as providências que a “sua” Secretaria do Meio Ambiente vem tomando, ele desconversa, quanto à Sec. da Saúde, ora lá a muitos anos não se tem problema nenhum, tudo funciona as mil maravilhas, ninguém morre por falta de socorro médico, afinal não estão lá para denunciar nada e sim para consertar o estrago e as vezes até conseguem, graças ao GIS que é pago rigorosamente conforme a Lei.
Cetesb ? aquela do Governador Serra, provável candidato a Presidente? - lembre-se disso na hora de votar, deve ter milhares de reclamações sem qualquer solução, afinal quem reclama contra o lixão não é algum morador do Jardim América na Capital, é o povo pobre e sofrido, aquele que o Lula garante o café da manhã, almoço e janta.

Promotor Público ? - também tem inúmeras denúncias andando.... andando..... até aquela ação civil pública terminou assim:0188/00 – AÇÃO CIVIL PÚBLICA – Ministério Público do Estado de São Paulo X Companhia Auxiliar de Viação e Obras Cavo – “Vistos... Ante o exposto, considerando tudo que dos autos consta, JULGO EXTINTO O PROCESSO sem análise do mérito, com fulcro no artigo 267, VI, do Código de Processo Civil, por carecer o autor de interesse de agir – necessidade. Que filigrama juridica é essa ? - dá a entender que o MP não tinha interêsse em defender o povo? -

Cadê o projeto do CTR ? - sem cheiro, com tratamento seletivo,etc. até “plantas exóticas” seriam plantadas. E agora senhores pais e mães, professores e professoras que permitiram que a emprêsa Cavo divulgasse para as crianças esse projeto.Quem autorizou na época esse uso descarado das crianças? - não foi ninguém, êles simplesmente apareceram e tiveram todo o apôio que queriam, menos de algumas vozes sensatas, rapidamente esquecidas.
Que ninguém se iluda,esse lixão sairia de qualquer modo, aqui ou acolá, A Grande São Paulo não tem onde colocar o lixo gerado, algo em torno de 25 mil toneladas dia e mandar para mais de 50 kms. de distância não é economicamente viável, com o fechamento do lixão de Perus e outros, sobrou para a antiga Cidade dos Pinheiras que é perto, tinha àrea disponível, políticos responsáveis e um povo de uma mansidão incrível.

E agora? é chorar leite derramado? não, é exigir o cumprimento integral do projeto original, exigir de quem? se moramos no Brasil ?- do bispo é claro. Só resta parabenizar a empresa Camargo Correa e sua subsidiária Essencis, continuem investindo em Caieiras, são sempre benvindos e não se preocupem o povo continua manso, os políticos responsáveis e talvez querendo dar uma voltinha em Curitiba para conhecer a maravilha de CTR que eles tem lá e por fim, os incomodados que se mudem,ora.

(in-memoriam )ao sr. Carlos, que intitulava-se contratado pela Cavo para divulgar o grande projeto, depois, funcionário municipal contratado pelo ex-prefeito Nevio.)

Por Edson Navarro
Fonte: Jornal A Semana

Um comentário:

Cynthia disse...

O problema é não termos estrutura em Educação ambiental na cidade, se todos separassemos o lixo, e a cidade investisse em coleta seletiva, diminuiria os residuos do ATERRO SANITÁRIO. O cheiro é inevitável, já que os residuos ali jogados tem que ser queimados para não serem lançados ao ar como gás metano (o gas mais destrutivel para a camada de ozonio).O municipio nunca poderá cobrar das outras regioes, diminuiçao de residuos, se o mesmo não tiver.
Esperar que o municipio implante um projeto de coleta seletiva, é um ERRO, podemos começar fazendo nossa parte, separando e entregando para catadores ou levando até empresas de sucatas.

Culpar os governos anteriores, é facil! Mas estamos em 2010, e tudo o que vemos são pessoas procurando os responsáveis, em vez de procurar uma solução.

Vemos muitas vezes em jornais o atual prefeito trabalhando juntamente com a secretaria do meio ambiente. Mas será que 50% da população sabe da implementações feitas???
NÃO ADIANTA SÓ FAZER REUNIÕES E LEIS. APOSTO QUE 90% DA POPULAÇÃO NÃO SABEM QUE A AGENDA 21 É ALGO QUE FAVORECE A PARTICIPAÇÃO DE COMUNIDADES NAS TOMADAS DE DECISÕES.

Levantar o ibope falando que faz é ótimo. Que tal a administração publica trabalhar a conscientização das pessoas? Parece um empecilho, mas não. Um municipio funciona melhor quando todos estão bem informados e trabalham juntos.

Quanto ao "lixão" se Caieiras trabalhar para execer o projeto original, e exigir de outras regiões, o resíduo torna-se quase que insignificante.