.

.

quinta-feira, 27 de dezembro de 2012

Novo filme de Fatih Akin mostra luta de vilarejo turco contra um lixão

Novo filme de Fatih Akin mostra luta de vilarejo turco contra um lixão
"Lixo no Jardim do Éden" registra a batalha dos moradores de um vilarejo às margens do Mar Negro e documenta os graves danos ambientais causados por um depósito de lixo.
Por Jörg Taszmann
No paradisíaco vilarejo de Çamburnu, banhado pelo mar Negro, um depósito de lixo de proporções gigantescas ocupa uma área onde antes havia plantações de chá. Além do mau cheiro insuportável, o lixão ameaça contaminar o solo de toda a região. As autoridades locais não adotaram as medidas de proteção ambiental mínimas. Aapenas uma lona plástica foi colocada sobre o solo, antes de todo tipo de lixo passar a ser depositado no local. Para os moradores, há apenas duas opções: abandonar a área ou lutar contra a falta de ação dos políticos.
O lixão e a luta dos moradores locais contra a poluição é o tema do novo filme do cineasta alemão de origem turca Fatih Akin, um documentário que levou cinco anos para ser concluído. Em Der Müll im Garten Eden (O lixo no Jardim do Éden), o cineasta dá voz principalmente aos moradores e ao prefeito do vilarejo, que lutam contra esse descaso ambiental. As mulheres são as que mais se esforçam para pressionar os políticos. Mas os argumentos delas – de que a água será contaminada e os campos ficarão estéreis – não surtem efeito. O depósito de lixo toma forma.
Primeiro é cavada uma fossa enorme, depois coberta apenas por uma fina lona de plástico. Numa das cenas, o prefeito do vilarejo explica, enquanto percorre a área destinada ao lixão, que o tráfego de caminhões que abastecem o depósito já basta para danificar a camada de plástico. Mais adiante, o filme mostra como o lixo é jogado na fossa. Com as fortes chuvas, forma-se um lodo que exala um mau cheiro constante. Muitos animais, especialmente corvos, revolvem o lixo e o espalham pelos campos ao redor.
Leia a reportagem na DW
Fonte: Deutsche Welle/Via Blog do CEA

Um comentário:

Mariana disse...

Eu não conheço o Fatih Akin... nunca assisti um filme dele mas gosto muito do estilo dele, então vou ver se posso descarregar algum ao meu computador.
As vezes entre paciente e paciente em radiologia no centro tenho um tempinho de ócio.