sábado, 9 de outubro de 2010

A natureza não tem preço

  O Lago Umm El Maa, no Deserto Ubari, na Líbia. Além da água, o oásis oferece paz e serenidade ao viajante  
A natureza não tem preço
Por que, além do valor econômico, a diversidade natural do planeta tem importância ética, estética e até espiritual para nossa civilização 
Por Haroldo Castro (texto e fotos) 
DÁDIVA 

A caminhonete sobe a duna até onde o motor aguenta, encontra uma área plana e para. “Use as pernas para chegar ao topo. Não desista, a recompensa é valiosa”, diz o líbio Ali Mahfud, avisando que não participará do último esforço. Escolho subir a duna amarela, quase dourada, em zigue-zague. E descalço. Mais fácil vencer a montanha sem sapatos. A cada passo, a ascensão se torna mais pesada e os pés se enterram na areia fofa.
Sigo em frente, impulsionado por minha teimosia. Meia hora depois, chego ao ápice. Meus olhos deixam de observar o chão, buscam o horizonte e encontram a surpresa que Ali antecipara. Descubro um lago de água cristalina, rodeado de palmeiras – o ícone perfeito de um oásis. Como imaginar que, em um mar infinito de areia, possa brotar tanta vida? Mais comovido que cansado, sento no cume da duna para contemplar a paisagem. É uma natureza pura, de cores límpidas: o azul-claro do céu, o azul-escuro do lago, o verde das tamareiras e o dourado pálido da areia. A beleza, simples e serena, me toca.
Meu corpo reage com um profundo suspiro. Sinto um misto da felicidade de adolescente apaixonado e da tranquilidade de um sábio ancião. Sei que a cena ficará tatuada durante décadas em minha mente e em meu espírito. É um daqueles instantes em que afirmamos, sem timidez, que vale a pena estar vivo.  
Leia mais na Revista Época

2 comentários:

Dilmar Gomes disse...

Amigo, esse blog faz um trabalho maravilhoso, pois foca de maneira irrestrita os descuidos do homem para com o planeta, alertando a todo instante, as atrocidades cometidas contra quem não pode se defender. Decididamente, os humanos, não sabemos, nem siquer refletir sobre a generosidade do nosso planeta que nos deu todas as condições favoráveis à nossa existência, mas estamos, criminosamente, assassinando a mãe natureza.
Um grande abraço.

REDE Os Verdes disse...

Obrigado Dilmar, ficamos felizes por atingirmos estes objetivos, de informar e comunicar nossos visitantes.
Caso queira, entre em nossa REDE em diversos canais na internet, procure na barra lateral e participe em sua cidade cooperando com a mudança de comportamento humano, difundindo práticas ecológicas.
Mande e-mail para osverdestapes@gmail.com

Abraços!

Júlio
GTCOM/REDE