segunda-feira, 25 de outubro de 2010

Sanga das Charqueadas: A sina da poluição "licenciada"

Sanga das Charqueadas: A sina da poluição "licenciada" 
A Sanga das Charqueadas em Tapes, que há muitos anos serve de escoadouro para os esgotos e líquidos poluentes das lavouras junto a água barrenta despejada depois de ser utilizada para os processos produtivos do arroz e na zona urbana acaba sendo agredida por invasões de suas margens, desmatamento, construções clandestinas, chiqueiros de porcos e baias de cavalos, acabam mantendo um "quadro de horror" em meio ao verde que ainda resta da paisagem urbana local. 
Acompanhando um dos Blogs ativos da cidade, observo nova matéria tratando de um tema que acabou causando efeitos nos responsáveis pelo problema ambiental na cidade, tanto de quem faz quanto de quem deveria não permitir que se faça o crime ambiental de poluir a sanga das Charqueadas. Nesta segunda feira (25/10), a limpeza da Sanga começou (apenas na foz), junto a Vila dos Pescadores, afim de permitir o escoamento dos líquidos pretos para dentro das águas da lagoa dos Patos.
Diz o Site de Notícias, que mais uma vez a água da Sanga das Charqueadas volta a ficar “preta, escura e com mau cheiro”., na publicação da semana passada no Tapes.COM
Segundo a avaliação dos articulistas do site, é desolador o visual que de tempos em tempos se “estabelece” na Sanga, afetando diretamente a qualidade de vida das pessoas que vivem e trabalham no local. 
O “fenômeno”, que ninguém conseguiu (ou quer) explicar como acontece até os dias de hoje, segundo a nota sobre o assunto, "deixa a aparência e habitat impraticáveis, podendo ser propício local para transmissão de doenças aos moradores. 
Transcrevemos do site mais um trecho da Nota: 
É o que comenta o pescador e morador do local, o Sr. Oscar Jardim: “- Tive uma séria alergia depois que precisei entrar na água preta e suja para arrumar meu barco para o trabalho”. 
A pergunta que fica é: ATÉ QUANDO...? 
Será que este “fenômeno” não prejudica ninguém? Será que as autoridades competentes não poderiam investigar tal fato? Uma cidade que se julga turística, quer apresentar esta imagem como cartão postal? 
Gostaríamos realmente que esta situação não ocorra em nossa cidade e que tais perguntas sejam esclarecidas. 
Fonte: Tapes.COM

Nenhum comentário: