domingo, 23 de maio de 2010

Brasil pode ter ciclo nuclear completo neste ano, diz militar

 Brasil pode ter ciclo nuclear completo neste ano, diz militar
São Paulo - O Brasil estará a partir deste ano preparado para controlar o ciclo completo de enriquecimento de urânio, desde a extração do mineral radioativo até a fabricação final de combustível em grandes proporções, informou hoje uma fonte militar. 
O coordenador do Programa de Propulsão Nuclear da Marinha, o capitão André Luis Ferreira Marques, citado pela "Agência Brasil", explicou que dispor da tecnologia para dominar o ciclo nuclear outorga independência de outros países no processo de enriquecimento de urânio. 
Além disso, o capitão assegurou que o fornecimento de combustível para as instalações de energia e para o projeto do futuro submarino nuclear (este último em 2020) estará garantido com este processo. 
Está previsto que o Brasil inaugure neste ano a primeira fase da Usina de Hexafluoreto de Urânio (Usexa), no complexo militar de Aramar, em Iperó, interior paulista. 
Na base de Aramar também está sendo construído um laboratório de energia nucleoelétrica, onde será fabricado o reator do submarino nuclear. 
"A Usexa começará a funcionar nos próximos meses em fase de comissionamento, quando se testam o sistema e os equipamentos para demonstrar que eles operam corretamente", disse o militar, mas que enfatizou que ainda não se produzirá urânio. 
O objetivo da instalação é gerar combustível para alimentar o submarino nuclear que o Brasil construirá com o apoio da França. 
O capitão garantiu que os resíduos a serem gerados no processo serão tratados em várias ocasiões para minimizar o impacto ambiental. 
O anúncio de Ferreira ocorre depois que nesta mesma semana o presidente Luiz Inácio Lula da Silva, visitasse Irã onde, com a cooperação do Governo turco, as autoridades iranianas se comprometeram a intercambiar uma parte de seu combustível nuclear e enriquecê-lo na Turquia.
Fonte: Agencia EFE

Nenhum comentário: