quarta-feira, 21 de abril de 2010

Denúncia em REDE: Praça da Alfândega não terá mais o canto dos pássaros

POLÊMICA AMBIENTAL
Corte de árvores gera embate em Porto Alegre
A remoção de 38 árvores da Praça da Alfândega, no centro de Porto Alegre, gerou protestos da população, preocupada com a área situada no coração da cidade.
Em e-mail ao colunista Paulo Sant’Ana, publicado na edição de ontem, a professora aposentada da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) Marília Levacov, 58 anos, criticou a proposta do projeto Monumenta de reconstruir o visual original da praça a partir da “destruição” do espaço verde.
O secretário municipal interino da Cultura e coordenador da Memória Cultural, Luiz Antônio Custódio, creditou a retirada de parte da vegetação à necessidade de melhorar a segurança e as condições de infraestrutura do local.
Fonte: Zero Hora
Mais imagens: Internet






Espécies estavam em mau estado fitossanitário ou secas
Foto: ANTÔNIO SOBRAL
Retiradas 38 árvores da Alfândega
Por Gilberto Simon
Começaram as mudanças na Praça da Alfândega, com o início da remoção de mais 38 árvores que se encontram em estado fitossanitário ruim ou secas.
A remodelação do local faz parte do Programa Monumenta, que prevê alterações no Centro Histórico de Porto Alegre. Segundo as arquitetas da Secretaria Municipal do Meio Ambientre (Smam) Ana Maria Germani e Renata Rizzotto, é importante que as pessoas entendam a necessidade de remoção dos 15 ligustros, dos 15 ficus, além de outras 13 espécies variadas, nas áreas de passeio atingidas pelo processo de revitalização.
Fonte: Correio do Povo

Nenhum comentário: