sexta-feira, 2 de abril de 2010

Manifesto das Entidades Ambientalistas no CNEA

Companheiros e Companheiras.
Segue abaixo manifesto das Entidades Ambientalistas no CNEA para conhecimento.
Aguardamos manifestações.
Abraços , saudações Ambientalistas - TONHÃO
Antônio Eustáquio Vieira
MOVIMENTO VERDE DE PARACATU
Representante Nacional das Entidades Ambientalistas Brasileiras no CNEA
MANIFESTO
Considerando colocações desinformadas e equivocadas em várias redes virtuais, estamos esclarecendo, novamente, os fatos que transcorreram nos últimos meses no CONAMA, entre a FURPA e as demais entidades representantes do Movimento Ambientalista, eleitas para o biênio 2009 / 2010.
Foi solicitado à FURPA, por diversas vezes, que indicasse um novo representante junto ao CP CNEA, pois sua representação atuava em desacordo com a Carta de Princípios e em total desarmonia com os demais membros da Bancada Ambientalista.
Não tendo sido tomada nenhuma providência de substituição, os demais membros houveram por bem, após ouvir o representante do MPF, presente na 54º reunião da CP CNEA, indicar um novo coordenador de bancada, afastando o representante da FURPA. Cumpre salientar que dessa reunião em diante o coordenador muda a cada reunião, por voto democrático das ONGs.
Tal fato, contestado pela mesma, levou-a a distanciar-se das reuniões de articulação da Bancada e da Sociedade Civil.
A partir de então, a FURPA começou a atuar de maneira isolada, sem consultar aos seus pares, negando-se a dialogar chegando, inclusive, a atacar em plenária todas as representações ambientalistas do CONAMA.
No CIPAM, nas reuniões em que a FURPA esteve presente, foram apresentadas por ela propostas sem que o coletivo fosse consultado e na CP CNEA, a entidade em questão, não compareceu às reuniões onde deveria analisar os pedidos de filiação das ONGs da Região Nordeste.
Recusou-se também a apoiar demandas coletivas em relação às causas ambientais, só para exemplificar, não assinou o pedido de informações sobre o licenciamento da UHE Belo Monte, o pedido de cumprimento do TAC da UHE de Barra Grande e moção encaminhada ao CONAMA solicitando a reedição da ampliação do Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros.
Estas atitudes individualistas e a somatória dos fatos ocorridos até então, colocou a FURPA, através de seu representante, como uma entidade que não mais representava os interesses da sociedade civil no CONAMA, não podendo, portanto, representá-la também no CIPAM.
Por esses motivos, as dez entidades ambientalistas abaixo assinadas, após consulta a outras entidades da sociedade civil, esclarecendo-as sobre o assunto, resolveram democraticamente – ambientalistas e sociedade civil, por maioria, protocolar junto ao DC CONAMA documento solicitando a indicação de um novo representante junto ao CIPAM, representante esse que atuaria de maneira compromissada com os seus representados na defesa do meio ambiente.
Nunca a bancada ambientalista recusou-se ao diálogo e ao entendimento porém, certas atitudes – como a de difamar e desqualificar a tudo e a todos – vêem corroborar com a falta de coerência de um cidadão, representante da FURPA, que se nega a entender que temos uma Carta de Princípios e que a mesma deve ser respeitada.
A FURPA, tendo sido legitimamente eleita por seus pares, continua conselheira e tem importante papel no CONAMA, o qual gostaríamos que voltasse a exercer abandonando atitudes que prejudicam os interesses coletivos e assim voltar a representar os propósitos da Sociedade Civil, reconquistando a confiança daqueles que desconheciam as práticas políticas e a personalidade de seu então representante, apoiado até o momento em que se constatou que o mesmo não era merecedor do cargo por não ter atitudes dignas de um Conselheiro Nacional do Meio Ambiente.

- ECODATA - CENTRO OESTE
- IFT - NORTE
- MOVER - NACIONAL
- ONDA AZUL - NORDESTE
- NOVOS CURUPIRAS - NORTE
- PONTO TERRA - SUDESTE
- MIRA SERRA - SUL
- SOCIOS DA NATUREZA - SUL
- ECO JUREIA - SUDESTE
- OCA BRASIL - CENTRO OESTE

Fonte: via APEDeMA/RS/recebido por e-mail

Nenhum comentário: