.

.

quinta-feira, 1 de julho de 2010

O Reflexo da Morte em Brasília

 Pássaros mortos por colisão com prédios comerciais espelhados na quadra 105 sul em Brasília
Como mostrado no ano passado pelo ((O))Eco, Brasília sofre um problema grave relacionado aos seus prédios espelhados e suntuosos que crescem no centro urbano da Capital. As grandes construções criam reflexos ilusórios de continuidade da arborização ou do céu. 
Muitas espécies de aves colidem com as edificações por não conseguirem distinguir realidade de reflexo. E, devido a longa vida de construções como essas, o impacto que já é grande, será monstruoso a longo prazo. Moradores de Brasília já percebem o efeito negativo de construções feitas com vidros espelhados em zonas nobres da cidade, como na quadra 105 Sul. 
Fotos de diversas aves mortas no pavimento do edifício chegaram até nós por email da leitora Luciana Heringer, moradora da 105 Sul . Ela conta que, junto com seus vizinhos, esta tentando descobrir quem são os proprietários do prédio. O monstrinho foi construído há cerca de um ano e ainda não tem inquilinos.
Agora, falta às autoridades públicas reconhecer o tamanho do problema e definir normas para se evitar a construção de prédios com vidros espelhados perto de áreas naturais e centro urbanos, evitando assim prejuízos à fauna silvestre e urbana, pois impacto atinge ambas.
Fonte: O Eco

Um comentário:

ALICE MARANHAO disse...

É CRIME AMBIENTAL... A MORTE DE ANIMAIS SILVESTRES CAUSADA DE FORMA PROPOSITAL, COMO É O CASO, É PREVISTO POR LEI E SUA EXECUÇÃO DEVE SER CUMPRIDA. FALA-SE MUITO DE TRÁFICO ILEGAL DE ANIMAIS SILVESTRES, MAS NADA SE FALA DA MORTE PROPOSITAL DE ANIMAIS SILVESTRES, QUE TAIS CONSTRUÇÕES CAUSAM. AO SE CONSTRUIR UM PRÉDIO É FEITO UM ESTUDO DE IMPACTO AMBIENTAL E OUTRO DE IMPACTO NA VIZINHANÇA. A MORTE DE ANIMAIS E O CALOR EMANADO POR ESSES ESPELHOS NÃO FAZ PARTE DESSES ESTUDOS? É NECESSÁRIO QUE NOS UNAMOS PARA QUE TAIS PRÉDIOS (ABERRAÇÕES) NÃO CONTINUEM A SEREM CONSTRUIDOS.
ALICE MARANHAO VALENCA