sábado, 21 de julho de 2012

Argentina adverte petroleira britânica sobre exploração nas Malvinas

Argentina adverte petroleira britânica sobre exploração nas Malvinas 
O governo argentino advertiu nesta segunda-feira à petroleira britânica Premier Oil que a exploração de hidrocarbonetos nas ilhas Malvinas é ilegal. A empresa pretende começar a extrair óleo da região, que é controlada pelo Reino Unido e reivindicada pelo país sul-americano. 
Em comunicado, a Chancelaria disse que enviou uma nota de advertência para a companhia após o anúncio da intenção de formar um consórcio com a britânica Rockhopper para começar a exploração petrolífera em águas do arquipélago no oceano Atlântico sul. 
Buenos Aires argumentou que a Rockhopper foi considerada ilegal no país após iniciar a retirada de hidrocarbonetos e entrou com processos contra a empresa em tribunais internacionais e locais, com ações administrativas, civis e penais, incluindo acusações de crimes contra o meio ambiente marinho. 
A intenção do governo de Cristina Fernández de Kirchner é fazer o mesmo com a Premier Oil, caso mantenha o interesse em atuar nas Malvinas. Além das duas empresas, já foram acionadas na Justiça argentina outras cinco empresas britânicas que exploram petróleo na região. 
As ações fazem parte de um grupo de medidas de pressão de Buenos Aires contra a dominação inglesa das ilhas Malvinas, iniciada em 1833 e que foi motivo de guerra há 30 anos. 
Em junho, Cristina Kirchner apresentou um pedido de resolução contra Londres para retomar as negociações e o controle do arquipélago, que tem cerca de 3.000 habitantes. 
Fonte: EFE - BUENOS AIRES

Nenhum comentário: