domingo, 11 de julho de 2010

Vanguarda Abolicionista se faz presente na marcha fúnebre do Código Florestal


 Vanguarda Abolicionista se faz presente na marcha fúnebre do Código Florestal 
Na manhã deste domingo, 11 de julho, a Fundação SOS Mata Atlântica e diversas entidades ambientais realizaram uma manifestação de pesar pelas alterações no Código Florestal, prejudiciais à natureza e que beneficiam o agronegócio. Com caixão e encenações, a marcha saiu da porta da Capela do Divino Espírito Santo, localizada na esquina da Osvaldo Aranha com José Bonifácio, em Porto Alegre, seguindo por esta via – transformada em rua de passeio aos domingos, por ocasião do Brique da Redenção – até o Monumento ao Expedicionário, no Parque Farroupilha. 
Foto: Ellen Augusta Valer de Freitas 
enterro código florestal 
Durante o trajeto, paradas para ‘velório’, música, palavras de ordem ao megafone e bandeiras de inúmeras entidades alinhadas ao ambientalismo. Representando a libertação animal, a Vanguarda Aboliconista levou faixa e fez panfletagem , com um ativista fantasiado de funcionário de matadouro. O manterial impresso distribuído pelo grupo apontava que a diminuição das florestas significa menos animais silvestres livres, e mais gado escravo. Populares manifestaram apoio ao protesto, e também à causa da VAL, apesar de algumas reações contrárias. 
Fotos: Marcio de Almeida Bueno 
vanguarda abolicionista 
Após o ‘enterro’ do Código Florestal, os grupos se dispersaram mas a Vanguarda Abolicionista aproveitou o fluxo intenso do Brique para seguir com panfletagem, atraindo a atenção dos transeuntes que não haviam acompanhado a manifestação inicial.
Leia a Vanguarda Abolicionista na Internet

Nenhum comentário: