sábado, 15 de agosto de 2009

60 anos da Independência e Liberdade / Gandhi: A Grande Alma da Índia

Independência da Índia: Não-violência e desobediência civil livraram o país do domínio britânico
Gandhi em Londres, onde debateu a independência no Parlamento
Gandhi com a sua roca de fiar e sobre seus tecidos grosseiros elaborado com teares manuais os simbolos da libertação economica do jugo inglês, disposto a oração e motivo de grande força espiritual. Com tais armas dilacerou a Inglaterra o grande colonizador de todos os tempos.
No dia 15 de agosto incide a Independência de um país grandioso. No ano de 1947, a Inglaterra, ainda exausta da 2ª grande guerra mundial, reconhece a autonomia desse país. Ele possuía, então, a segunda maior população mundial humana. O Condutor da luta pela redenção da Índia país a que nos aludimos foi um dos nossos II rm conhecido como Mahatma Gandhi ou a "Grande Alma". Mohandas Karamchand Gandhi empunhava a arma da tenacidade, descrita como a da "Não Violência".
Ele postulava porque se identificava com um dos mais fortes preceitos da constituição de Anderson. "O maçom deve ser pessoa pacífica, submeter-se às leis do país, onde estiver e não deve tomar parte nem se deixar arrastar nos motins ou conspirações deflagrados, contra a paz e a prosperidade do povo, nem se mostrar rebelde a autoridades, porque a guerra, o derramamento de sangue e as perturbações da ordem, têm sido sempre funestos para a Maçonaria".
"O Mahatma" A grande Alma
Gandhi não agiu isolado. Outros irmãos nossos da Índia dos quais citaremos três também influíram para isso fosse possível. A cultura maçônica dessa gente teve origem nas lojas da própria Inglaterra. Durante todo o desenrolar da primeira metade do século vinte.
* - Rudyard Kipling nasceu em 1865 em Bombaim, filho de prof inglês da Escola de Belas Artes. Um de seus livros para crianças, The jungle book , foi traduzido para o português por Monteiro Lobato
* - Rabindranãth Thakur Tagore, Escritor e poeta bengalí, Agraciado com o prêmio Nobel de Literatura. Nasceu em Calcutá - 1861 Em suas poesias oferece ao mundo uma mensagem humanitária e universalista
* - Srï Jawäharläl Nehru - Líder da Independência e Primeiro Ministro da República.
Fonte:
www.samauma.com.br
Imagem: Portal São Francisco

Nenhum comentário: