sexta-feira, 21 de agosto de 2009

Deu no New York Times!

DEU NO NEW YORK TIMES!
A saída da ex-ministra do Meio Ambiente Marina Silva do PT repercutiu em alguns dos principais jornais do exterior. Os britânicos Financial Times e The Guardian publicaram artigos de seus correspondentes no Brasil destacando a possibilidade da candidatura da ex-ministra à Presidência em 2010. "O presidente Lula da Silva jogou seu peso em favor de Sarney durante vários meses", o que "dividiu seu partido", anotou o Financial Times. "Marina Silva deve concorrer à Presidência em 2010 e colocar a questão ambiental de novo na agenda", destaca o Guardian.
The New York Times e The Washington Post também registraram a saída da senadora em suas edições. Alertaram que o fato representa um revés para a estratégia de Lula de alavancar o PT nas eleições do próximo ano.
Para o “La Nacion”, da Argentina, a notícia é “um duro contratempo para o presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que perde uma dirigente experiente, com três décadas de militância no partido”. O jornal diz ainda que, se Marina aceitar mesmo ser candidata a presidente pelo PV, Lula terá um problema extra, já que “a reputada ambientalista tem mais apoio popular que Dilma Rousseff, a pouco carismática ministra que foi escolhida por Lula como candidata do PT”.
Segundo o jornal argentino, a candidatura de Marina dividiria o eleitorado de esquerda e favoreceria o candidato da oposição, o governador José Serra. O “La Nacion” lembra que Marina é uma grande defensora da Amazônia e deixou o Ministério do Meio Ambiente por suas divergências ambientais com Dilma no governo.
E diz que a ex-ministra também se recusou a apoiar o presidente do Senado, José Sarney, a pedido de Lula.
O chileno “El Mercurio” diz que a provável candidatura de Marina pode atrapalhar os planos de Lula para eleger Dilma porque a ex-ministra atrairia os votos femininos e de esquerda.

Nenhum comentário: