sexta-feira, 10 de dezembro de 2010

Irã nega libertação de Sakineh; TV estatal grava nova confissão

 Sakineh é libertada, diz ONG
Irã nega libertação de Sakineh; TV estatal grava nova confissão
Iraniana é acusada de adultério e do assassinato do marido; filho e advogado de Sakineh também estão presos.
Segundo Press TV imagens apenas mostram uma reconstituição do suposto crime de Ashtiani
O canal de televisão estatal iraniano Press TV informou que gravou uma nova confissão de Sakineh Mohammadi Ashtiani, a iraniana acusada de adultério e condenada à morte por apedrejamento e negou que ela tenha sido libertada.
De acordo com a página da Press TV, Sakineh foi para casa apenas para fazer uma reconstituição de outro crime da qual é acusada, o assassinato de seu marido.
"Ao contrário (do que é afirmado pela) da grande campanha de publicidade da imprensa ocidental, de que a assassina confessa Sakineh Mohammadi Ashtiani foi libertada, uma equipe de produção da Press TV baseada no Irã conseguiu autorização junto ás autoridades judiciárias iranianas para acompanhar Ashtiani até sua casa, para produzir uma reconstituição visual do crime no local do assassinato", afirmou a Press TV em sua página na internet.
O anúncio da Press TV foi feito depois do surgimento de informações de que a iraniana tinha sido libertada. Estas informações foram divulgadas depois do aparecimento de fotos de Sakineh e de seu filho, Sajjad Ghaderzadeh, na casa deles no Irã.
No entanto, Ghaderzadeh e o advogado de Sakineh estão presos. E os dois também deram entrevistas à Press TV. 
Fonte: Estadão 
Foto: Press TV/AP

Nenhum comentário: