domingo, 13 de março de 2011

O Discurso e a Prática das ONGs Ambientalistas

 O Discurso e a Prática das ONGs Ambientalistas

Há alguns dias, acompanhei e participei de acalorados debates sobre as eleições do CONAMA. Participaram dos debates inúmeras ONGs  e pessoas. Alguns nomes totalmente desconhecidos para mim.
O objetivo da discussão era o processo, senão fraudulento, pelo menos irregular como foram conduzidas as eleições, com ingerência do Governo, que por sua vez é comandado pelo capital, ou seja, 2/3 do CONAMA.
Algumas entidades do CNEA contribuiram para esta fraude ao sonegar informações na lista oficial onde inúmeras postagens foram bloqueadas sem a menor explicação. Lógico que existem exceções. 
Acabado o processo... acabada a discussão 
Esta "pequena" introdução foi para demonstrar meu espanto com a total omissão às declarações do Sr. Bruno Covas, secretário de meio ambiente do estado de São Paulo, ao jornal O Estado de São Paulo.
O Secretário de MEIO AMBIENTE declara apoio a ampliação do Porto de Santos sobre áreas ocupadas por populações tradicionais e sobre manguezais e nenhuma entidade se manifesta.  contrariando uma luta de muitos anos de entidades locais e acadêmicos como Yara Schaeffer Novelli. 
O Secretário de MEIO AMBIENTE defende a ampliação de um Porto atrasado, ultrapassado, com fortes indícios de corrupção e comandado por pessoas sem qualificação que, em sua maioria são afilhados políticos. Um porto que opera com menos de 60% de sua capacidade produtiva por falta de capacidade técnica. A ampliação, certamente abrirá mais empregos para acomodar cabos eleitorais. 
Uma luta histórica contra a destruição ambiental parece ter menos importância do que um carguinho chinfrim no CONAMA, un conselho fajuto comandado por gente que prefere o lucro à vida. 
O tal Bruno não resiste a nenhum movimento, pois seu único objetivo é campanha política. Esta afirmação foi deduzida de um email recebido de seu assessor de imprensa. Veja a resposta de Felipe Gomes:
- "O boletim semanal e a página na internet fazem parte de uma projeto permanente do Bruno Covas de tornar as suas ações públicas para todos os seus eleitores e a população em geral. É um projeto que sempre existiu desde o início de sua vida pública.
Dessa forma eu acredito que todo o material que você encontra nessa página é um material Político".

É isso aí. O Secretário, escolhido pelo governador Geraldo Alckmin assumiu a pasta do meio ambiente para unificar o velho discurso do desenvolvimento, geração de emprego, crescimento...
É esta a política de governo do Estado de São Paulo, há 25 anos, para destruir unidades de conservação e áreas protegidas e as ONGs?
Por Plínio Melo
Ambientalista

Nenhum comentário: