segunda-feira, 18 de julho de 2011

Contra a Privatização: Comitê em defesa da vida

Contra a Privatização: Comitê em defesa da vida 
Realizada em Porto Alegre, encontro na Assembléia Legislativa do Rio Grande do Sul, em 14 de Julho, no plenarinho, para o debate sobre a privatização do saneamento no RS. Com a sala lotada de pessoas interessadas no tema, foi ampliada a discussão sobre os avanços de interesses privados no negócio da água e da necessidade de aprovação da PEC contra a privatização. 
Leandro Almeida, atual Presidente do SINDIÁGUA/RS, iniciou as falas na mesa do Encontro, que contou com a presença de diversas autoridades públicas. Almeida esclareceu a posição do sindicato refente a privatização e a precaução, além do compromisso deste sindicato com o saneamento público, com a CORSAN e sua estrutura, e do funcionalismo que trabalha nos órgãos afetos.
O Engenheiro Tim Grassi, presidente da ABES resumiu em sua fala as questões que tratam da água como elemento vital publico para a cidadania das populações, para a saúde dos povos, como elemento do direito ambiental inalienável, para ele "nada no meio ambiente pode ser discutido sem o envolvimento da água, ela faz parte de nossas vidas mesmo antes de nosso nascimento, o nosso desenvolvimento depende deste elemento vital todos os dias e todas as horas", disse o Engenheiro Grassi. 
O Deputado Estadual Raul Pont, em sua fala, afirmou compromisso dele e de sua bancada e aliados (governistas), que irão "trabalhar duro" nesta questão e na adesão de outros Deputados Estaduais assinem a PEC e "seja votada o mais rápido possível, e desta forma impedir que outros municípios entrem nesta onde de privatização", afirmou o parlamentar gaúcho. 
O Deputado Federal Ronaldo Zulke, disse de seu compromisso com relação a votação da PEC contra a privatização e expôs a proposta de que em 2011/2012 seja realizado um plebiscito no Estado, "onde a população poderá tomar uma posição, e também com um objetivo de cobrar um compromisso de todos os candidatos a Prefeito dos Municípios", disse o Deputado Federal. 
O representante do Ministério Público, Dr. Eduardo Costa, Promotor de Justiça, comentou sobre as questões legais e alertou que pela Lei Federal "abrem-se as porteiras, para que todos os municípios possam a partir de 2012, privatizarem o Saneamento". Disse que é uma questão legal, "se o Rio Grande do Sul quer impedir que mais municípios privatizem a água, os deputados tem que ser mais ageis, mais rápidos nas articulações, com intuito de votarem o quanto antes a PEC que impede as privatizações. Outra questão importante que o Promotor de Justiça abordou é com respeito ao aumento de valores de taxas cobradas dos consumidores; "É automático, assim que for privatizado, a própria lei permite o aumento e os detentores logicamente irão aumentar os preços". 
Informações e Imagem: Eduino de Mattos
Fonte: REDE Os Verdes/via Eduino de Mattos

Nenhum comentário: