domingo, 5 de junho de 2011

Manifesto de Os Verdes no Dia Mundial do Meio Ambiente

 05 de junho de 2011 - Manifesto de Os Verdes no Dia Mundial do Meio Ambiente 

“Transformado pelo Ser Humano numa gigantesca lata de lixo, o Planeta Terra avisa: Salvem os rios, os animais, as árvores, o ar, o solo, ou salve-se quem puder...”
Alertamos que a destruição dos ecossistemas, ocasionam danos a humanidade, e nos deparamos com os céticos que não acreditam que este elo quebrado do Homem com o Meio Ambiente, é o responsável pelas modificações da vida no planeta Terra. 
As modificações estão acontecendo, em toda a extensão de nosso país, continente e globo, sem que paremos para refletir; “se” as florestas da Amazônia desaparecerem, se os rios continuarem poluídos, se os animais se extinguirem, se o ar tornar-se irrespirável e não existir mais água em condições de uso para saciar a sede e fazer brotar as lavouras que irão saciar a fome do habitante deste planeta. O que ocorrerá? 
Os dados atuais deparam-nos com níveis de poluição e destruição jamais vistos. As secas e inundações trazem perigos para a saúde humana e do planeta. 
A natureza faz rebrotar doenças tidas como erradicadas em meio à população, como a leptospirose, a tuberculose, a malária e outras, lembrando a AIDS que ainda assola os países africanos. A febre amarela e a gripe suína (H1N1) são os vírus da vez. Nada disso é levado em conta, apenas pensam no consumo dos produtos industrializados, na facilidade do descartável, na necessidade da tecnologia e nas suas formas de elevar o padrão de vida do cidadão, que pode pagar e consumir. 
Que vida poderá se elevar? Entre máquinas, computadores, virtualismo, Internet e outras formas futuristas de existência? Não se dão conta de que a Cura e a Qualidade de Vida plena existem exatamente naquilo que destruímos e este é o maior desrespeito a Vida, o verdadeiro Crime. 
Caminhamos em uma estrada incerta, em que o "futuro" está próximo e no futuro a destruição das fontes de matérias primas estará ampliada pela explosão demográfica que cresce exponencialmente no mundo, principalmente o Terceiro Mundo. Até quando? 
O que fazer e quem acusar, senão a nós mesmos pela omissão e conivência, para entendermos que somos nós os responsáveis por esta cadeia sucessiva de agressões que são praticadas contra a natureza e as futuras gerações. 
 Nós, que dizem, somos
“seres humanos racionais”.

Movimento Ambientalista Os Verdes/RS 

Nenhum comentário: